06
março
2018

Os air pods (fones sem-fio da apple) valem a pena?

Postado por Ana em Tech

Os air pods são os fones sem-fio da apple e comprei há um tempinho e como na época mostrei nos stories, algumas pessoas têm me perguntado se valeu a pena. Olha, já falo de cara que no meu caso foi a melhor compra ever. Mas existem vários poréns!

Lembro do meu cunhado me falando há uns anos que detestava a Apple, porque as coisas se integram de tal forma que se você compra um, você fica refém do resto. Olha, isso é a mais pura verdade. Você fica meio refém e acaba pagando um preço mais alto – seja por design, pela marca, por status, sei lá! Mas a partir do momento que você só usa coisas da Apple, elas se sincronizam de uma forma muito prática e maravilhosa, mas vai comprar algo que não é da Apple para você ver que saco!

Sinto isso na pele com meu relógio da Garmin. Eu sei que ele é ótimo e todo mundo adora mas o acho completamente não intuitivo, me dá preguiça de usar, até mesmo o app. Porque ele fica totalmente isolado e pouco prático entre o mar de coisa da apple. Já ando até cogitando comprar um apple watch, que vai sincronizar de cara com meu celular, meu fone, meu apple music… Mas é isso, acostumei com sistema deles porque tive desde o iPhone 1 em 2008. Daí aprendi a amar o ipad, o macbook, o imac. Assino por isso mesmo o Apple Music (em vez do Spotify) e por aí vai. Mas realmente fiquei meio refém.

Os Air Pods vêm incluídos com os iphones novos, mas para quem quer comprar separado fica bem caro. Foi o meu caso, que só pretendo trocar de iphone quando o meu quebrar, então paguei a facada de 179 euros por míseros fones. No Brasil o preço é mais absurdo ainda, 1399 reais – mais que o dobro com a cotação de hoje! Ouch! Importante é que tem que atualizar o iOs para aproveitar toda a sua funcionalidade.

Bom, porque eu resolvi comprá-los? Eu queria um fone sem fio porque eu não aguentava mais gastar uns 5 minutos desenrolando os meus fones da bolsa de academia e tendo que colocar o iphone na braçadeira e daí passar o fio por dentro e etc etc. Parece bobagem, mas façam os cálculos: 5 minutos 5 vezes por semana, dá mais de 1 hora e meia por mês DESENROLANDO fone de ouvido! Sério, tava de saco cheio mesmo. Agora nem uso mais a braçadeira na academia, porque o alcance dele é ótimo. Mesmo sabendo que existem muitas opções de fone bluetooth no mercado, resolvi comprar os do Jobs mesmo, pelos motivos que citei acima. Sábia decisão. O negócio é uma coisa absurdamente prática. Vêm numa caixinha branca que também é o carregador (e têm a capacidade de carregá-los uma vez mais, mesmo desconectado). Na hora que eu abro a caixinha ele já se conecta automaticamente ao meu celular (deixo o Bluetooth sempre ligado). Daí você configura como quer. Deixei o fone direito para passar para a próxima música (dando dois toquinhos) e o esquerdo pra pausar dando um toquinho. Se tiro um da orelha, pausa imediatamente.

Carrego uma vez no final de semana e dura tranquilo a semana toda (de acordo com minhas atividades, né). Mas deve durar mais porque a caixinha os carrega também, mas não testo porque tenho medo de ficar sem, hehe. Não sou ninguém sem minhas músicas e audiolivros. Não cai da minha orelha e eu corro na rua com eles também! Mas olha, quando comecei a usar ipod em 2006 o fone não parava na minha orelha, achava que tinha algum problema. Como só uso esse modelo há 12 anos, acho que minha cartilagem até se moldou a eles, sei lá. Mas em mim não cai nem por decreto! É o mesmo formato do outro com fio (ear pods), então convém testar com eles antes.

A desvantagem é que você tem que ser cuidadoso para não perdê-los, porque são pequenos. Mas por outro lado, você também pode procurá-los com o icloud! Então tenho uma bolsinha na minha bolsa de ginástica e sempre todo cuidado de deixá-los dentro dela.

Então, o veredicto final é: vale muito a pena para quem já usa coisas da apple. Para todos os outros é melhor escolher alguma das várias opções mais baratas (e não por isso piores) do mercado! E se estiver no Brasil, melhor pedir para alguém trazer de fora.

Beijos

04
março
2018

É possível ser saudável com a vida corrida?

Postado por Ana em Fitness

Essa foi a pergunta de uma seguidora – como ter a vida saudável mesmo trabalhando e/ou estudando muito, se uso suplementos, etc! Como vocês podem ver, é mais uma questão de sentir o que deve ser a prioridade do que uma técnica ou “segredo” em si.

Só para relembrar: não sou nenhuma musa fitness (KKKKKKK até parece né) e hoje em dia meu alvo com essa história toda é apenas minha saúde e a funcionalidade do meu corpo. Saúde, saúde, saúde! Que se danem cova, baguete e vão. Tô em outra. E vocês, como fazem para ter a rotina saudável no dia-a-dia?

Beijos!

04
março
2018

De roupão

Postado por Ana em Geral

Acho que o último roupão que tive foram nas minhas (mal-sucedidas) aulas de natação no Pingo D’água e isso faz tempo. Daí no início do verão no ano passado fui acompanhar o marido que queria comprar um roupão novo pra usar na sauna. Alemães e saunas… essa história vocês conhecem! 🙂

Enquanto estava na loja vi vários roupões felpudos e fofos e me convenci de que precisava de um. Mas pior que precisava mesmo! Saio do banho à noite e começo a passar meus cremes, etc. E por mais que eu enxugue meu corpo com a toalha normal fica meio úmido, sabe? Quero que seque mais antes de vestir a roupa mas sem morrer de frio. Por isso virei fãzona de roupão! Tenho até que me policiar para não ficar tipo véia de pensão e com ele pra lá e pra cá, hehehe

toda blogueirinha ela

Com ele faço minha rotina pós-banho, que já há um bom tempo é a seguinte (para quase todos os produtos abaixo já fiz post).

1) Pingo colírio lubrificante: gosto do Hyabak (tem no Brasil também) e Thealoz Duo
2) Faço a higiene das pálpebras com Blepha Clean ou iLast (compressinhas). No Brasil, Blephagel é boa opção (tem aqui também)
3) Passo na área dos olhos o AGE Eye Complex da Skinceuticals
4) Passo no rosto ou o Serum 10 ou o Retinol da Skinceuticals, depende do clima e da secura da pele. Se está muito seco ainda passo o gel hidratante da Clinique depois de dar uma secadinha.
5) Hidratante nas pernas, tenho amado esse da EOS.
6) Hidratante labial, segue o mesmo da EOS
7) Hidratante pros pés, tenho usado essa espuminha aqui da Balea.
8) Passo fio dental neuroticamente porque meus dentes são complicados, quem me segue no insta sabe hehehehe

Após uns 10 meses usando sempre, posso recomendar a marca do meu roupão, porque amei! Se chama Shortstories e comprei aqui em Freiburg numa loja chamada Fabel. Ele é uma delícia, 100% algodão, mas não foi barato, e acho que se é pra comprar de material gasturento é melhor nem comprar. Mas achei aqui na Amazon mais barato do que paguei. Um detalhe é que me enxugo com toalha mesmo antes porque não tem graça ficar num roupão molhado, né?

Dica pra lavar toalha e roupão: por mais que existam truques como não usar amaciante e sim vinagre, pra mim não tem outro jeito: toalhas e roupões só saem macios mesmo se você colocar para secar na máquina. Fiquei anos aqui com toalha-lixa porque nossa primeira máquina não tinha função de secar. 🙁

Beijos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Página 2 de 28012345678910