05
fevereiro
2017

Minha primeira manicure na Alemanha (cenas fortes!)

Postado por Ana em Alemanha, Crônicas cosméticas, Unha

Eu simplesmente entrei em uma maré em que cansei de fazer minhas unhas. Entre cozinhar, tarefas domésticas e as limpezas de mão no trabalho, minha manicure não estava durando nada. E cansei dos cintilantes da Sally Hansen (únicos a durar um pouco a mais). E daí eu deixava pra fazer domingo e ficava com preguiça. Resolvi então marcar a tão postergada visita à manicure aqui. Eu até faço minhas unhas relativamente bem. Não é no nível profissional do Brasil, mas com certeza 10x melhor que 90% das manicures profissionais aqui. Mas eu sou refém do pauzinho de bananeira pra limpar cantinhos – não faço direto sem sujar de jeito nenhum. Por isso não me arrisco com gel. Então obviamente só valeria a pena se fosse gel.

theomanicure

Marquei um horário no mesmo shoppingzinho onde fica a minha academia. Seria ótimo se eu tivesse ficado satisfeita, daí incluiria na minha rotina de sábado, poderia ir direto da academia semana sim, semana não, por exemplo. Eu não estava muito otimista, mas ainda sim de cabeça aberta. Sei que alguns são mais caros (agora imagino o porquê), mas escolhi pelo local mesmo. Já na marcação achei meio estranho porque o pessoal é chinês e a mulher falava um alemão terrível e mal abria a boca, muito difícil de entender. Aliás, aqui até tem muitos cabelereiros alemãs, mas a maioria dos outros profissionais (inclusive manicure) é de outros países. No caso das unhas, pelas minhas pesquisas, 80% são orientais. Aquele silêncio… No máximo os chineses vez ou outra só conversavam entre eles em chinês. Não mexi nas minhas cutículas antes porque queria ver mesmo como eles fariam – mas já esperava que não fossem tirar cutículas. Mas achei que poderiam hidratar, empurrar, sei lá.

gelalemanha1Foi uma criança que pintou? Não, foi um manicurO profissional

Quanto tempo pra fazer 55 minutos
Quanto custou: 29 euros
O que fiz: o nome so serviço era “Shellac“, escolhi só manicure+esmaltação, sem unha postiça. Mas não era Shellac coisa nenhuma – o nome no vidrinho era Elite99 => que pelo que pesquisei é um gel barato vindo de Hong Kong!
Quanto paguei: 29 euros, como vi depois não era Shellac verdadeiro! Os outros salões aqui cobram normalmente cerca de 40 euros por manicure + Shellac!
Onde fiz: no único salão que tem no ZO aqui em Freiburg

Como foi o processo:

Então começou com a mulher lixando minhas unhas. Daí vi que ela lixou naquele formato europeu ovalado horroroso (sério, como acham isso bonito?). Pensei, “tudo bem, na próxima vez eu peço para lixar quadrado antes“. Daí ela pegou um alicate e meus zóio saltaram da órbita. Mas daí vi que era só aquele alicatão de tirar pelinha. Ela conferiu, mexeu tipo em 3 unhas, muito pouco, e pronto. Daí lixou as unhas, daí veio com um rolinho de lixa giratório e passou em cima de todas. Daí passou um líquido. Daí começou a passar o esmalte que eu tinha escolhido e um homem que estava fazendo as unhas da mulher ao lado falou algo em chinês, ela retrucou. Daí sem falar nada eles trocaram de lugar e o homem foi fazer minhas unhas. Pelo visto a mulher não sabia o que estava fazendo, né? Ele tirou o esmalte que ela tinha começado a passar. Daí passou a lixa rotatória de novo em todas as unhas, daí pegou uma daquelas lixas emborrachadas e passou em todas as unhas também. Depois passou a base, e daí aquele esquema de ir pra luz UV. Depois começou a passar o esmalte. Bem devargazinho, e meio que corrigindo algum excesso com o próprio dedo dele. Aí – camada 1, vai pra luz UV, camada 2, vai pra luz UV. No final ele conferiu e mandou eu voltar pra luz UV mais uma vez. Daí passou um álcool e então passou a base. De novo, UV umas 2 vezes e acabou. Umas duas unhas saíram amassadas no fim (não encostei em nada) e ele passou top coat de novo e repetiu (o que influenciou na dificuldade de tirar, ler abaixo).

Resultado:

cuticulasNão empurraram nem hidrataram as cutículas. Tirar, já sabia que não tirariam.

Pelo menos salvei o aspecto das cutículas com um produto – conto essa semana ainda qual foi!

manicuregel2

Nada como acordar e ir fazer uma manicure profissional para se sentir linda e bem cuidada e, e, e ……

indicador
gelalemanha3
gelaleman5Não basta lixar horrível, ainda cria um novo formato com o esmalte deixando um espação

Formato horrível! Além disso, entre o salão e o carro deve ter escorrido um pouco de um dedo e ficou um calombinho na ponta (em casa, consertei com a lixa). Esses até 2 mm de espaço entre unha e esmalte também achei uó!!!

gelalem4Minha irmã logo perguntou: tava de graça?

E o acabamento? A foto do meu dedão fala por si só.

Quanto tempo durou?

oitavodiaOitavo dia, polegar
esmalte16dias16o. dia, todas as outras estavam assim

E o mais importante: quanto tempo durou? Esse foi aliás o motivo para a coisa toda. Olha, inteiro mesmo duraram 8 dias. Esses dias incluíram: limpeza de casa, preparo de comida, lavagens de mão 102093001 vezes no trabalho (e álcool), banhos escaldantes de inverno – e realmente não lascou. Nessas condições, já teria descascado com esmalte normal na terça. Após 3 dias vi umas ranhurinhas bem discretas no esmalte de alguns dedos – mas tipo bem discreta mesmo, não chegou a ser um problema. O brilho mantém-se inalterado. Ao longo da semana percebia que as ranhuras estavam aumentando (vejo meus dedos constantemente sem querer com a lâmpada de fenda). Até que sexta-feira a ranhura no polegar direito virou macroscópica, percebia como uma linha no meio, tipo quebra-cabeças. Pensei que era questão de tempo mesmo, porque já estava um pouco acima do nível da unha. Mas ainda dava para eu usar a manicure de boas. No outro domingo, 8 dias depois, esbarrei na quina de uma gaveta e daí lascou abaixo do craquelado. Os outros dedos todos estavam sem nenhuma lasquinha após 16 dias, mas pelo espaço que estava ficando, aproveitando o domingão, resolvi tirá-los após 16 dias. Mas aí começou o maior dos meus problemas.

Para tirar?

Como quis ver em quanto tempo ia descascar (mas sem ficar muito marmota), resolvi tirar o esmalte do polegar e pintar com um parecido que tenho aqui. Mas aí que foi o inferno. Era segunda feira e gastei uns 50 minutos tentando tirar o esmalte do polegar e não consegui.

p2shellacTem na DM e custa 1,95 euros

Esse é o produto que usei, e não acho que ele é ruim porque só precisa mesmo ter alta concentração de acetona. Veja que review boa dele aqui!

Fiz da forma que mandam: deixei a unha toda de molho no removedor por 10 minutos. Daí realmente uma parte levanta e você só tira com a espátula. A parte superior saiu fácil. Mas a metade de baixo do esmalte não saía nem por decreto! Daí coloquei algodão embebido em acetona mais 10 minutos sobre a unha e enrolei no alumínio. Tirei e estava inalterado, não levandou nada! A espátula nem fazia cosquinha. Daí deixei mais 10 minutos de molho (imagina a destruição que isso causa pro dedo) e … nada! Nem mesmo disposta a estragar minha unha com a espátula não consegui! Acabei desistindo e pintando por cima desse resto.

desesperounhaDesespero em tempo real no Snapchat, kkk

Entrei em fóruns de unha em gel para ver o que poderia ter acontecido, porque vi que realmente elas dizem que em 10 minutos já é para sair sem grandes esforços. Pelo menos com o Shellac original, né?

A HORA DO DESESPERO

Tentei de diversas formas tirar o esmalte das unhas restantes hoje:

1) 10 minutos com algodão embebido em acetona + papel alumínio —-> não fez nem cosquinha
2) 10 minutos com todas as unhas mergulhadas na acetona —- não fez nem cosquinha
3) lixei todas as unhas para ver se tirava ao menos o top coat + 10 minutos em acetona –> quase não fez cosquinha
4) 15 minutos no algodão com alumínio de novo + luva de borracha + calor local –> quase não fez cosquinha, amoleceu um pouco.
5) Mais algumas tentativas, assisti um episódio de friends de novo com as unhas na acetona (tipo 20 minutos)
6) Meus dedos estavam meio inchados, daí parei de tentar!


O melhor que consegui:

unhagelpavorosaUma manhã de domingo inteira gasta e foi o melhor que consegui. Essas partes restantes impregnaram-se à unha completamente.

Sim, irmãs, foi isso que me aconteceu. Passarei esmalte normal por cima disso e vou esperar meses pra essa joça sair por completo. O esmalte se incorporou à unha de uma forma que nunca vi! O normal de esmalte em gel é ele levantar após deixado uns 10 minutos em acetona e você finaliza com a espátula. Isso foi consequência de produto ruim e/ou técnica ruim.

Deu vontade de chorar, sério mesmo! Talvez um dia eu ria disso, mas agora estou realmente chateada. Não acho que vale a pena eu chegar com esses restos no salão para tirar – vão cobrar 15 euros e no fim vão é lixar a unha pra tirar. O jeito vai ser ir pintando escuro, até a unha crescer por completo.

Veredicto:

Não gostei do visual, a parte de tirar foi/está sendo um pesadelo! Eu não tenho absolutamente nada para comparar e até marquei em outro lugar no fim de fevereiro mas acho que vou dermarcar, até porque vou pro Brasil em março… Depois que voltar, não sei se farei mais. Talvez um dia nesse outro salão. Amei a sensação de ficar duas semanas sem preocupar com unha lascando. Mas o fato de eu não conseguir tirar fez não valer a pena. A Alemanha é muito pobre em resenhas de beleza, o ideal era eu ler avaliações dos salões antes, mas tinha algumas estrelas no Google e só. Mas talvez pro futuro o que seguirei e o que aconselho é não fazer gel aqui jamais em um lugar que custe abaixo da média! Veremos …

Beijos!

02
fevereiro
2017

Batons bons e baratos da Essence

Postado por Ana em Beleza, Maquiagem

Em 2016 me foquei bastante em esvaziar minha penteadeira. Tanto me desfiz de produtos que não usava mais, como me propus a usar uma infinidade até o fim antes de comprar outros. Isso valeu para batons e afins – usei TODOS os Chubby Stick da Clinique (adoro) até o talo. Cheguei ao nível de enfiar um pincel de batom para gastar tudo mesmo. Depois que eles acabaram passei para outros menos favoritos: um da Dior, uma infinidade da MAC e até mesmo o Rouge Volupté da YSL – que, se amei a textura quando comprei (2010!!!!), não me identifiquei com a cor e acabei não usando mais. Quando eles acabaram, passei a usar gloss. Nossa, anos que não usava Gloss. Mas descobri uns até bem bonitinhos – tinha até da Guerlain, acreditam? hahaha

Daí chegou o dia – acabou tudo e estava sem nada para passar na boca. Resolvi ir ao centro para comprar, já imaginando que iria ao stand da Clinique , da MAC, mas daí me deu um estalo: por que??? Uma coisa que todo batom e gloss tem em comum em mim, sejam de longa duração, mate ou não, é que não duram quase nada na minha boca. Antes eu achava que era uma questão anatômica – os lábios finos estariam em constante contato com a baba (hahaha) e sairia tudo rápido. Mas após uma observação, cheguei à conclusão que tenho uma gastura inconsciente e acabo passando a língua para tirar. Daí não tem como nada durar mesmo, né?

essencegloss
Update: eu sabia o que gloss me lembrava uma marca mas não vinha à memória: cheiro, pincel e textura são iguais a um gloss da Trucco que eu tinha!
Resolvi então escolher algum de marca baratex. Afinal, tem cor para tudo quanto é gosto. Escolhi dois batons da Essence na DM e amei a cor (cor número 03). Um é matte e o outro não. Comprei ainda um gloss “de longa duração” da mesma marca (matt matt matt, cor ready, set, impress!)- a cor aí achei muito forte pro meu gosto (quase um ruby woo), mas textura muito boa, pigmentação também. Dá para eu usar no final de semana por exemplo. E o melhor: se ficar encostado, pelo menos foi barato! hahaha Os batons e o gloss custaram 2,25 euros cada. Ainda vi que a Essence tem o seu “Chubby Stick” por menos de 2 euros. Quando eu acabar com esses, experimento! 🙂

batonsessence

batonsessence2

Ah, adorei que a cor das embalagens muda conforme o batom. Até hoje não entendo a chatice da MAC de colocar todos com a mesma “cara”.

Adorei os batons e vi que não vai fazer diferença nenhuma na minha vida se custa 2,50 euros ou 30! Porque pro “status” de tirar um batom de marca da bolsa eu sinceramente estou pooping and walking.… Quero é economizar!!! kkk

Fiquei feliz em abrir minha mente nesse sentido. Tentem vocês também em casa! Quem tem bocão e já usou poderia falar o que acha da durabilidade desses? Para mim, como disse, não faz diferença. O matte, como sempre, fica mais grudado na boca que o outro. Gostei!

Beijos

31
janeiro
2017

Usar o celular sem tirar as luvas – finalmente!

Postado por Ana em Moda, Tech

Eu nunca gostei de usar luvas. Prefiro manter as mãos no bolso do casaco quando necessário. Mas a ironia da coisa é que as situações nas quais eu realmente precisava das luvas era quando eu também precisava do celular. Turistando, por exemplo. Preciso olhar mapas, informações, apps de metrô e, claro, tirar fotos. Daí a cena era a mesma: eu acabava sempre igual ao Michael Jackson, com luva só em uma mão, kkkkk! A outra ficava no bolso, ou pior: eu segurava a luva da mão direita com a mão esquerda – ou pelo menos achava, né? O tato vai embora e quando eu tinha certeza que ainda estava segurando a bendita, na verdade ela já estava muitos metros atrás. Em Colônia, Paris, Berlim e até mesmo no Campo de Concentração em Dachau (perto de Munique) – contei inúmeras vezes com bo’almas que traziam minha luva caída de volta para mim.

michaelluvaeu nas viagens

Sempre achei luva com propriedades “touch” uma coisa meio de junkie de tecnologia. Tipo fala sérioooo a pessoa não consegue ficar uns minutos longe de celular. Mas vejo o quanto fui ingênua. Essas luvas são ótimas! Comprei as minhas “Spandex Touchtech Woman” de uma marca bem tradicional de luvas, a Roeckl – ela é de couro e o revestimento de dentro é normal, poliéster, mas para minha supresa é mais quentinha do que a “luva normal” que eu já tinha.

luvas1
luvatouch

Eu não quis pagar preço de banana para ficar congelando e não usar. Comprei na Kaisers por 79,90 euros. Na verdade, a luva mais quente que eu tenho é a que comprei pro esqui, mas ninguém merece ficar com mão de goleiro no dia-a-dia, né? Confesso que tenho uma quedinha pelas luvas da UGG (a marca das famosas botas) – e sei que eles fazem luvas touch também. Quem sabe ano que vem? Eu tenho comprado uma coisa de inverno por categoria por ano! 🙂

handschuh2

Vi na internet uns do-it-yourself de fazer qualquer luva virar touch, meio que costurando um asterisco metálico no indicador. Mas convenhamos, muito marmota! O legal da luva para touch screen é que o aspecto é totalmente normal, mas o couro/lã da ponta são especiais e de alguma forma são reconhecidos como dedos. Claro que antes de comprar eu as calcei e saquei meu celular para testar. Funciona direitinho e sem esforço, com todos os dedos. Aliás – calçar as luvas e vestir as calças : mistérios do português.

Super aprovei minhas luvas da Roeckl! O legal é que vou usá-las muito em uma viagenzinha daqui a 3 semanas! 🙂

Beijos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Página 10 de 2716789101112131415