26
fevereiro
2019

Meu enxoval de mamãe & bebê

Postado por Ana em Maternidade

Obs: Com o passar do tempo vocês podem voltar a esse post para ver eventuais feedbacks vapt-vupt dos produtos, erros e acertos.

móveis / geral / higiene & fraldas / roupinhas bebê / amamentação / roupas pra mim / cursos, livros e apps / lembrancinhas

Eu achei meu enxoval de bebê e gravidez muito simples! Sério, tentem colocar TUDO num post, acho que pouca gente consegue. Não estressei muito porque tudo que venha a precisar depois que o bebê nascer eu tenho a uns metros de distância ou a um clique no Amazon! Também não precisei de viagens mirabolantes de enxoval porque aqui na Alemanha há muitas marcas excelentes e acessíveis. Comprei sim alguns fru-frus americanos (oi Carters Online hahaha – dica: aqui também tem Carters na Zalando.de, mas mais caro) porque fui influenciada digitalmente. Mas queria sim algum “checklist” e estava achando as listas do Brasil muuuuuuuito exageradas. Procurei de “guia” alguma daqui e tomei por base essa lista aqui . E levei em consideração as dicas da doula também. Daí aqui em casa dividimos o que cada um ia procurar – cada um se responsabilizou pelo que se interessava mais.

Ana, mostra o quartinho do bebê!“. Gente, meu bebê é aquártida! Faz parte do MSQ – movimento dos sem-quartinho! Moramos em um apartamento que gostamos muito mas só tem um porém: é ótimo para um casal, nada kids-friendly. Até tem um escritório além do nosso quarto, mas que continuará sendo escritório porque precisamos mais dele do que o bebê precisa de um quartinho no primeiro ano. Financeiramente não vale mais a pena alugar um apê maior, então começamos a olhar casa pra comprar assim que engravidei, mas aqui isso não é tarefa fácil. Eu estou de boa em ficar até 1 ano no nosso cafofo, até o bebê começar a andar, mas vamos ver o que 2019 trará.. A questão cultural ajuda, pois aqui não há aquela pressão social do quartinho. Alguns de nossos amigos, mesmo com quarto extra em casa nem tinham quartinho antes do bebê dar uma crescidinha. Então sabe aquele estresse pré-bebê que quase toda mãe tem de “meu Deus o quartinhooooo não tá prontoooo” eu meio que simplesmente … pulei! 🙂

Então, pelo motivo acima, o que compramos de “móveis” foi:

Um bercinho pequenino portátil que dá pra gente colocar na altura do nosso colchão e tem uma gradezinha que abaixa/levanta. Se chama Chicco Next2me Magic. Compramos 3 lençóis avulsos da própria marca. Deixamos o bercinho bem cru mesmo, até porque coisas acolchoadas não são seguras nos primeiros meses de vida.

Parecer: AMO o bercinho! Super prático ele ficar do lado da minha cama e abaixar a gradezinha (só deixo baixa).

– Um trocador de fraldas que montamos em cima da nossa já existente cômoda da Ikea. O trocador não é da Ikea, mas é compatível, compramos online aqui e o “acolchoado” para colocar nele aqui. Dessa cômoda esvaziei a primeira gaveta pra colocar fraldinhas e coisas relacionadas à troca de fraldas e higiene do bebê. Tenho a impressão que vou acabar trocando fralda em cima de trocador acolchoado na cama e que até esse trocador será inútil, veremos.

Parecer: não acredito que achei que não ia usar. Em casa só troco fralda nele, até porque ela ama trocar fralda, é um momento de brincadeira pra ela.

Uma cômoda “Björksnäs” da Ikea – pra roupinhas do bebê, deixei no escritório mesmo. Usei as duas gavetas menores de cima para acessórios, toucas, meias, etc. E dois gavetões debaixo pras roupinhas (dividi mais ou menos tipo e tamanho) e um para paninhos, mantas, toalhas e lençóis. Dobrei tudo a la Mari Kondo, então até sobrou bastante espaço.

Carrinho – eu tenho ZERO interesse pelo tema. Então meu marido, após muito pesquisar, optou pelo modelo Jogster III da marca suíça JFK. Compramos “a base” do carrinho usada no site Mamikreisel, que é tipo um bazar online. Veio em ótimo estado e economizamos um bocado. Mas compramos à parte (nova) a cestinha pra bebê pequeno, umas rodinhas e alguns outros acessórios – mas isso eu não entendo nada, gente, É um carrinho que vai ser bom aqui pra nossa realidade, pois vou passear muito na rua, campo e floresta aqui perto e ele é bom pra quando não há asfalto normal. Dá para correr com o bebê já maiorzinho também (será que eu animo? rs).

Parecer: ODIEI esse trambolhão, só dor de cabeça. Espero que ao menos façamos jogging com ele mais pra frente (apesar que saber agora como bebê funciona, sonecas e tal, difícil viu). Acabei indo pro extremo oposto e comprando o menor possível, o Yoyo+ da Babyzen quando ela tinha 3,5 meses.

Fußsack: um acessório para “terras frias“, um saco mesmo todo forrado que deixa o bebê quentinho dentro do carrinho (dá pra usar na cadeirinha de carro também).

Parecer: essencial pros dias amenos e frios!

Cadeirinha (Babyschale) pro carro – Escolhemos uma base pro carro que tem a comodidade de girar pro lado (facilita pra mim na hora de encaixar, por causa do peso) e vários outros ítens de segurança. Não lembro qual, mas tem escrito “Cybex” nele. Marido também encomendou isso aqui para proteger o assento do carro (homens…).

Parecer: gostei muito, adoro a função de girar. Como ela não é daqueles bebês que dorme em qualquer lugar, acabo deixando instalada no carro mesmo, e só usamos pra esse fim.

Sacos de dormir: bem comum aqui na Alemanha, ganhamos de amigos de 3 tamanhos diferentes, mas a partir de 3 meses. Acabei comprando um extra pra RN! Por enquanto então não comprei “Swaddle”, pois o bebê vai dormir dentro disso aí, dá quase na mesma!

Parecer: aqui nessas bandas, tirando dias quentes de verão, tem que ter. Lençol e cobertor no way até os 2 anos, é perigoso.

Babá eletrônica da Philips Avent. “Video-Babyphone SCD630/26, 3,5 Zoll Farbdisplay, ECO-Mode, 10 Std. Akku, weiß/grau”. Tem câmera e microfone pra acalmarmos o bebê e controle de temperatura também.

Parecer: gostei bastante da qualidade da imagem e som. Mas essa função de tocar musiquinha e você falar com o bebê é bem inútil, a sua voz sai robótica e só atiça o bebê mais ainda. Gosto de usar a TV no modo “eco”, daí a bateria dura a noite toda. Achei o controle da temperatura bem importante, principalmente aqui onde é tudo meio extremo.

Chupetas: a idéia inicial é não usar. Mas comprei na DM um kitzinho “MAM Air 0-6M” com duas, se houver alguma madrugada de desespero, hehe. A caixinha você coloca água e estereliza no microondas. Pra minha surpresa até a doula mesmo recomendou ter umas 2 em casa. Se eu mudar de idéia, compro mais, mas melhor ver primeiro se o bebê gosta e se vou “pedir água mesmo” antes de comprar várias …

Parecer: ela não gostou de chupeta nenhuma, detestou. Quando vi a treta que é ter bebê (HAHAHA) tentei desesperada dar chupeta, mas a partir da terceira semana. Testei MAM, AVENT, NUK e nada. Continuo tentando e ela cospe a 1 metro de distância. Se houver proximo filho vai sair da maternidade com chupeta, custe o que custar (até mesmo se custar a amamentação).

Mamadeiras: o certo é dar leite em seringa/copinho se você estiver amamentando, pra não dar “confusão de bicos”. Já comprei um copo 360 graus da Munchkin pensando nisso. Maaaas algo me diz que não teremos paciência. E eu nem sei como será a amamentação, vai que não dá certo. Comprei 2 da Philips Avent (pétalas) por indicação de amigas – mas são para a partir do primeiro mês – e 2 da Medela “Calma, que dizem evitar na medida do possível a tal “confusão de bicos”. Depois que vi que noStarter Set” da bomba de leite da Medela já vinha com três, então estou com 5 no total. Essas são pra de 0 a 6 meses. Daí precisando vou comprando mais, acho que é que nem chupeta, primeiro tenho que ver o que a baby vai preferir, como vai ser a amamentação, etc. Ps: minhas amigas me convenceram a só dar leitinho em temperatura ambiente (pra não virar réfem de leite quentinho), então não comprei nada pra esquentar. E, por ora nem esterilizador, minha cozinha já está cheia demais. O Starter kit veio com uns saquinhos de esterelizar no microondas – se eu gostar, acho que vou comprar mais é disso.

Parecer: Lili não usa mamadeira, nem pegou nada. Todas as compras em vão. Usei mais as da Medela pra armazenar leite materno mas até agora só tivemos (pouco) sucesso dando leite em copinho de cachaça.

Bolsa do bebê: Kipling Damen Little Heart. Comprei de cor mais neutra pro marido carregar à vontade também. Vem com um forro pra trocar fralda, porta-mamadeira térmico, é super leve também!

Parecer: gosto muito. É meio grande, mas é leve. E tipo não tem como ser pequena esse tipo de bolsa, então tá de boas.

Sacos para roupinhas (à prova d’água): meio multifunção pra colocar lookinhos, roupa suja, etc. Parecem muito práticos, comprei esses 4 nesses links 1 e 2.

Parecer: ótimos pra colocar mudas de roupas MAS se suja de fralda explodida, coloco em plásticos de cozinha da Ikea, melhor coisa. Senão tem que lavar saquinho também, ninguem merece.

Brinquedos: minha bebê está começando a vida com 2 brinquedinhos. Um penduricalho de Lhama que ganhei e um Spieluhr, que é daqueles que você puxa uma cordinha e toca musiquinha.

Parecer: depois compramos móbile e esses penduricalhos de madeira pra ela brincar, essencial.

Sling: ganhamos de presente de amigos, da marca Hoppediz que só usaram uma vez. Eu achei ótimo ganhar porque ia acabar comprando e não sei se vou me adaptar. De qualquer forma, deixei pra comprar daquelas mochilas (aqui as da Manduca, por exemplo, são bem populares) só caso não me adapte e/ou quando tiver maiorzinha.

Parecer: bebê slingólatra, Sling salvou minha vida. Sem sling não haveria sonecas e só haveria choro. Não gosto dessa situação mas é o que tem. Acabei comprando um Canguru da Ergobaby que é bem mais rápido de colocar e bom pra rua – meu fiel escudeiro.

– “Forro” pra colocar o bebê. Não sei como chamar isso. Além de outras coisinhas que está até mesmo costurando, a minha sogra já deu esse lindo forro pra deixar o bebê. A marca se chama Ullenboom. Tipo imagino a baby deitadinha aí à tarde ao meu lado. Depois quero comprar um tapete de atividades, cadeirinha/bassinet, algo assim.

Parecer: essencial! É onde ela fica grande parte do tempo acordada, sobre ele brincando!

Paninhos brancos – comprei esses “Zollner Spücktücher” aqui pelas avaliações. Depois que lava/seca eles ficam macios. Dizem que usa muito, e quanto mais desses melhor! A doula sugeriu no mínimo 15, mas comecei só com 10 mesmo. Mas vi que minha sogra está com uns presentinhos pra trazer e na foto vi váaaarios outros paninhos brancos.

Parecer: o que todos dizem – não existem fraldinhas de mais, só de menos

Escova de pelo de cabra (“Ziegenhaarbürste, marca Grünspecht”): eu nem ia comprar, porque minha bebê vai ser careca com certeza, mas a doula sugeriu essas até mesmo pros carecas, porque curtem uma massagem na careca com ela, kkk.

Óleo de massagem pro bebê da Weleda: já comprei porque é uma das coisas que mais tenho vontade de fazer, massagem no meu bebê, nhonnnnn!

Weleda Baby pra dar banho: Calendula “Waschlotion & Shampoo” e “Calendula Bad – comprei na DM

Parecer: ela até agora (3,5 meses) só toma banho no ofurô com o Weleda Bad, e ama! Ele tem cor de cocô, hahaha

Termômetro de testa “Braun no touch”. Você mede a temperatura sem contato.

Parecer: graças a Deus sem febre até agora, mas acho as medidas dele muito variáveis e estranhas. Acho que não funciona direito, pode ser que o meu esteja com defeito. Meço 5 vezes seguidas e varia mais de 1 grau. Não funcionou pra medir temp da água como achei.

Termômetro de banho Tem vários digitais bacanas mas fiquei com um clássico mesmo (marca Rotho), ainda que não meça instantaneamente a temperatura, pra não ter que trocar bateria.

Parecer: é ótimo! Coloco no ofurô , encho de água e deixo lá mesmo, até com ela dentro.

Nose frida: será que nenê é melecudo assim mesmo? Todo mundo fala tão bem disso que comprei. Você suga a meleca do nenê com sua boca mas ela para num filtro antes.

Parecer: funciona mais pra meleca mole, não acho tão fácil de sugar. Mas costuma funcionar usando ele + cotonete de bebê. Ela também não acha ruim, acha meio engraçado .

Ofurô: esses baldinhos de dar banho, sabe? Também ganhamos de amigos, usado, não sei a marca! Vamos começar a dar banho assim, depois talvez compremos uma banheirinha de acoplar na nossa banheira.

Parecer: super prático, vou usar só ele enquanto ela couber. Levo cheio até metade e dou banho no quarto.

Fraldas Pampers tamanho 1: compramos “pra começar” 2 pacotes na DM. Googlei e vi que a maioria das mães usa 7-8 fraldinhas por dia, ou seja, isso é só pra começar meeeeesmo hehehe Elas têm mostrador de quando a fralda está molhada. Acho que vai ajudar nesse iniciozinho, depois a gente pega a prática, né.

Parecer: são otimas, à noite até hoje (3,5m) fica às vezes pesadona e não vaza.

Toalhas com capuz : comprei essas duas da skip hop.

Munchkin 3 Count Waterproof Changing Pad Liners – forros extra pra trocar fraldinha em qualquer lugar

Parecer: meio inutil, já que nao é taaaao acolchoado e sou muito mais usar trocadores descartáveis (os da Babylove da DM são acolchoadinhos e otimos)

Trocadores de fraldas descartáveis (Wickelunterlagen): comprei 4 pacotes na DM.

Parecer: amo!!!

Lixo de fraldas anti-odor, Chicco Windeleimer Odour off, silber: deixei do lado do trocador, mas se incomodar mesmo assim, passo pro banheiro. Preferi esse do que algum modelo que você tem que ficar comprando o saco da marca, deus me livre mais trabalho. Nesse você encaixa qualquer saco de lixo.

Parecer: não vale a pena. Ela fazia cocô por meses umas 6 vezes por dia. Após umas 2 fraldas o lixo começa a “agarrar” no meio e nao gira. Como fralda de leite materno nao cheira mal, acabo deixando o lixo aberto sem a tampa. Quando o real deal começar e as evacuações estiverem mais fedidas e menos frequentes, pode ser que seja mais usado do jeito original.

Sabão para lavar coisas do bebê da NUK – não lavo nadinha a mão, só na máquina! Com ele que lavei todas as coisinhas do bebê (exceto as coisas de lã, que lavei com meu sabão neutro pra peles sensíveis). Também comprei um tira-manchas da NUK (que você aplica na mancha antes de colocar na máquina) e um detergente da NUK pra lavar mamadeira (apesar que se juntarem muitas, dá pra lavar na lava-louças também).

Paninhos umedecidos Water Wipes (12 pacotes com 60): não me imagino esquentando água pra cada troca de fraldas no início, então vou começar assim. Ouvi falar bem dessa marca, é super levinha, quase só água mesmo. Tem pra vender avulso na DM também, mas pedi a caixa na Amazon.

Parecer: o melhor. Comprei babylove e pampers e funcionam ok também (sao mais baratos), mas a falta de cheiro dos water wipes é o must. E é bem mais molhadinho também.

Pomada pro bumbum do nenê. Ouvi falar muito bem dessa da Desitin, pra assaduras e tal. E um da Weleda por sugestão da doula.

Parecer: bebê tem a pele forte, o máximo até hoje foram umas bolinhas. A doula recomendou o Multilid (que tem oxido de zinco e um anti-fungico) e funcionou bem. Pro dia a dia uso o da Weleda mesmo só antes de ela dormir porque ela costuma emendar muitas horas de sono GRAÇAS A DEUS e à noite só troco se for #2 (e eu ouvir né). No primeiro mês nem usei nada.

Tesoura de unhas pro bebê (essa da Zwilling).

Parecer: excelente! E nao é facil cortar unha de bebê, mas me sinto bem segura com essa.

Octinesept Spray : meu veeeeelho conhecido do trabalho – comprei após a doula sugerir, pra desinfectar superfícies, pele, etc

Papéis multi-uso descartáveis (“waschlappen”) : dois pacotes da linha Babylove da DM – comprei os “secos” mesmo: serve pra limpar sujeira, limpar bebê, etc.

Parecer: quase não uso.

Pads de algodão quadrados da Babylove e cotonetes grandinhos – bem multiuso, né

Parecer: usava mais quando a doula vinha, e pra dar uns banhos de gato em dia que ela não tomava banho. Agora que o banho é todo dia, uso pouco. SE quero passar algo na bochecha que cheira à leite azedo, por exemplo, passo o water wipe.

Receiving blankets – set de 4 mantinhas da Carters, comprei de impulso na Black Friday online. Vou usar uma para sair com ela do hospital (entre hospital e carro).

Parecer: uso pra forrar moises do carrinho e pra forrar seu tapete, enfim, pra forrar qualquer coisa. Bem prático, porque dá pra lavar fácil né.

Parecer geral: como perde rápido, senhor! Principalmente essas de “até 3 meses e RN”. Teria comprado menos e 100% só tipo quimoninho. Porque os outros nem usei – enquanto tiver quimoninho limpo você vai preferir usá-los pra nao vestir nada pela cabeça. Eu acho que as tamanho 6 meses duram muito (já uso com 3,5 meses)

Devo ter sido BEM contida, porque a cômoda – que já não é grande – ficou até vazia depois que arrumei tudo. Comprei só dois vestidinhos pro verão, porque sei que ela não vai usar vestidinho no início (frio), mas não resisti 🙂 . Aqui é complicado comprar coisas sazonais com antecedência porque as estações são muito definidas e ainda não sei com que tamanho a bebê vai estar em cada! Já incluí na conta algumas coisas que herdamos e presentinhos que ganhei no trabalho. Mas via de regra, alemães são supersticiosos e a maioria dos presentes de família e amigos chega após o nascimento do bebê.

Bodies: Tenho 22 pra ser exata, maioria de RN e até 3-4 meses, uns 4 de 6 meses. De algodão, alguns brancos, vários fofinhos, maioria de manga longa porque o bebê vai nascer no frio. Dei preferência pros que têm botões laterais, que são mais fáceis de vestir. Comprei alguns de souvenir em Liverpool, outros na Gap Paris, uns Carters online, outros na DM e na H&M.

– Comprei 2 macacões quentinhos da Carters – acho que ela vai sair da maternidade com esse rosinha se esse calor fora de época passar 🙂

Strampler/macacãozinho,: que é aquela coisa de “corpinho inteiro” pra colocar em cima de body ou camisa. Tenho no total 10: da DM, Carters, Baby One, H&M, tamanhos RN até 3 meses.

Calças/culote: tenho 7, até tamanho 3 meses

– Moletom/Trainer/Casaquinho: tenho 8, tamanho até 3 meses

Meinhas: tenho 11 pares, variando de RN até uns 3-4 meses. Não comprei sapatinho!

Luvinhas anti-scratch: tenho 4 pares, tamanho até uns 3 meses.

Touquinhas: tenho 6 no total, tamanho vai até uns 3-4 meses.

Babadores: no total tenho 6 : comprei 3 dos Beatles em Liverpool (hehehehe) e comprei esses 4 (esquerda) na Black Friday da Carters que têm o material ótimo, à prova d’água. Acabei ainda encomendando esses dois paninhos de arroto (burp cloths, direita), mas acho que têm a mesma função de um paninho qualquer.

Conjuntos de lacinhos: esse eu pensei beeeem se comprava. Na verdade prefiro lacinho solto com cola “pra careca”, mas uma pequena pesquisa online e descobri que alemães acham isso a coisa mais creepy do universo. Minha bebê vai ser careca com certeza e sei lá, quero sim colocar enfeite de vez em quando, então peguei esses com faixinha mesmo para não despertar olhares de horror e julgamento kkkk.

Parecer: praticamente nao usei nada nesse quesito porque a amamentação teve zero dificuldades (sei que nao é a regra mas aqui foi assim, ainda bem). Eu deveria ter esperado, porque desperdicei TUDO!!! A almofada estou começando a usar agora com quase 4 meses, e mesmo assim só à noite antes de dormir, que ela fica mais tempo. Se eu tivesse poltrona não ia usar, porque gosto de amamentar em qualquer lugar, onde eu estiver na hora mesmo. Preguiça de “me retirar”.

Absorvente de sutiã (Stilleinlagen): caixa com 36 da Lansinoh. E umas da Medela que vieram com a bomba de leite.

Pomada para peitchos: 1 da Garmastan e 1 da Lansinoh e uma pequena da “Purelan” que veio no kit da Medela.

Luz infravermelha (já que não dá pra confiar no sol por essas bandas pra salvar os mamilos hehehhe) Beurer IL 35 Infrarotlampe

Bomba elétrica pra tirar leite: essa da Medela. Quando comprei, foi em um “pacote” com um “Starter Kit“, que veio com 3 mamadeiras, plásticos pra congelar, mini-pomada de lanolina, absorventes para seios, plástico para esterelizar no microondas ….

Almofada de amamentação: essa aqui da MyBreastFriend.

PS: não comprei poltrona de amamentação por causa do espaço mesmo. Temos uma poltrona na sala, acho que vou ficar por lá, pois tem uma vista privilegiada para a televisão, he he he.


Durante a gravidez, tirando calças, só comprei pouquíssimas outras roupas de gravidez a partir da 28a semana, quando vi que, por mais que algumas roupas coubessem, vestiam mal demais. Na verdade, privilegiei coisas para amamentação mesmo, senão não teria comprado quase nada.

Calças de gravidez: todas da Motherhood Maternity – meu marido que “descobriu” a marca, ele trouxe uma calça branca de trabalho pra mim dos EUA e achei a coisa mais confortável do mundo, daí encomendei o resto online: duas brancas pra trabalhar, uma calça preta, uma legging de academia e uma calça jeans. Pra academia, aliás, comprei 2 tops de ginástica de um tamanho maior que estavam de promo no Aldi e adorei (de vez em quando aparecem lá)! E sutiãs não comprei nenhum pra gravidez, só segui usando os maiores que tinha, a maioria ficou muito apertada e deixei de lado. Agora no final comprei os de amamentação:

Sutiã de amamentação : comprei 2 da H&M (que até agora achei os melhores), um da Nopples (no site Mamarella, tirei o aro de metal) e um da marca Naturana (na loja Baby One). Comprei também dois “tops” de amamentação da H&M (esses).

Casaco de inverno : resisti até o final, pois minhas jaquetas pararam de fechar só nas últimas 5 semanas. Mas também não queria ficar “presa” em casa e nas últimas semanas o meu “exercício físico” vai ser só andar na rua (pois não renovei o plano na academia). Comprei “usada mas sem uso “(com etiqueta) no site Mamikreisel, marca Nopples. É uma jaqueta que dá para “encaixar” o neném dentro também (“Tragejacke”) então vou usar até seus primeiros 2 meses, acho. Mas affff, ainda assim, relutei, muito desperdício.

Blusas para grávida/amamentação: 1 pullover, 1 cardigan e 2 blusas (manga comprida, porque aqui está frio) de amamentação: comprei online na Jojo Mama N Bebe , esses da foto:


A loja é de Londres e vi uma indicação num blog, nas devo dizer que não amei nenhum desses e não compraria da marca de novo.

Comprei também quatro blusas de amamentar na H&M (linha Mama) e achei melhores e mais baratas. 🙂

Calcinhas de “redinha” (Wöchnerinnen Slips) para o pós-parto imediato – parecem feitas de gazinha- você usa com absorvente, claro – são laváveis mas o plano é jogá-las fora depois, hehe. Eu já tinha comprado pelas avaliações, mas depois a doula ainda sugeriu essas, disse que não incomodam nada e só vamos querer usá-las nos primeiros dias.

Calcinhas de algodão pro pós-parto: ou devo dizer calçolas? Comprei essas aqui da “wirarpa”.

Pijama para amamentar: mais pensando no hospital mesmo, tive que comprar porque eu nunca gostei de pijamas de botão, então nem tinha. Comprei um da H&M e um numa loja de pijamas aqui chamada Fabel.

Vestidos: Comprei só dois, quando percebi que que os meus existentes, apesarem de ainda servirem, ficavam ! O meu favorito foi esse preto, que também é de amamentar. E usei muito também esse cinza da H&M (depois Meghan Markle comprou um super parecido, pra me imitar, rs).

PS: aqui não recomendam cintas pós-parto e eu também não sou fã e não acredito nisso de “volta mais rápido”, então não comprei!


Parecer: gente, teoria é uma coisa linda né? Sigo batendo de frente aqui, porque a maioria dessas coisas de sono não funciona com minha filha não.

Diário da gravidez: comprei esse em Milão antes de querer engravidar. Eu compraria hoje até mesmo um caderno vazio, esse é muita poluição visual. 🙂 Mas escrevi religiosamente, toda semana, colei fotos e recordações. 🙂

Livro do bebê: comprei um que é tãaaaao lindinho, esse aqui. Uma delícia ir preenchendo!

Bringin’up bebê (Kindle) – é aquele famoso “crianças francesas não fazem birra“. Me lembrou o jeito dos alemães com as crianças também, não deve fazer muita diferença. Acho que isso a gente tem que ir vendo mesmo, o “feeling”, pois cada criança é diferente. Mas acho que intuitivamente vou tentar combinar o melhor dos meus dois mundos.

What to Expect when you’re expecting (comprei a versão Kindle assim que engravidei) – um clássico, né? Achei bem inútil no meu caso, eu já sabia as coisas lá todas, até porque eu mesma já fiz pré-natal no interior, rsrs. Mas para quem é leigo pode ser uma boa.

– Livro The Bilingual Edge

– Livro Raising a bilingual child

Livro Das Leben mit einem neugeboren (a vida com um RN) – minha sogra me deu, disse que a ajudou muito quando ela teve nenê!

Apps: What to expect e Gravidez +: pra mim foi mais pra criar a rotininha de olhar o texto do dia antes de sair de casa, lidar com a ansiedada da espera. É gostoso ter uma coisinha pra ler todo dia quando você acorda e está tomando o café da manhã. 🙂 O What to expect tem um fórum (maioria são americanas) e você entra automaticamente no fórum do mês em que seu bebê nascer. Recomendo ler esses fóruns com MUITA cautela – porque num grupo com mais de 100 mil mulheres, raropatias e problemas raríssimos se tornam comuns e isso pode acabar gerando mais ansiedade do que benefícios. Até coisa de risco 0,001% vai aparecer ali como água! É bolsa rompida na vigésima semana, neném que morre do nada na vigésima e tudo quanto é problema que você imaginar. Então se você for ansiosa, recomendo manter distância desses fóruns.

Curso online bebê dorminhoco – online, indicação da minha amiga Analu. Adorei o curso, é bem rapidinho mas tem conceitos importantes e é assim que pretendo fazer. Não me identifico pessoalmente nem com a livre demanda + bebê muito agarrado (pois pretendo trabalhar depois, né) mas também zero com deixar bebê chorando. Então toda a filosofia me serviu bem, me pareceu bem pé no chão. Eu pretendia ler mais sobre o assunto “sono” (encantadora de bebês, etc) mas comecei a me sentir totalmente overwhelmed e ansiosa com tanta informação, concluí que o bom é inimigo do ótimo, então por enquanto parei por aí.

Manual de amamentação do ministério da saúde. A teoria eu até lembro bem porque estudamos na faculdade – e também tenho a ajuda na doula no início. Mas dei download nesse manual (grátis) pra revisar, que é excelente. Destaque para o ítem 7 sobre a técnica de amamentação e, o ítem 8 (duração, tempo da mamada) – não pretendo fazer livre demanda 100% como sugere, mas é interessante ler e o ítem 9 sobre possíveis problemas e resoluções. Quem quiser comprar um bom manual, conheço a fama do Manual Prático de Aleitamento Materno do Dr. Carlos Gonzalez, mas não comprei. Ah! E pra saber se um medicamento é compatível com amamentação, um ótimo site para consulta é o e-lactancia.


Lembrancinhas

Aqui é costume só mandar um cartão mesmo de anúncio de nascimento e disso se encarregará o marido, fará em sites mesmo. Isso pros alemães, principalmente mais velhos, é bem importante. Muitos acham uma indelicadeza não mandar. Mas resolvi encomendar um enfeite de “porta de maternidade” (mais pro futuro quartinho mesmo, porque aqui não tem disso hehehe) e umas bonequinhas-chaveirinho pra dar de souvenir. As bonequinhas juntei com essas amêndoas doces que coloquei nesses saquinhos. Depois que nascer posto aqui o link e completo com as fotos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
  1. Sephora 27/02/2019 às 01:44

    Tina, estou amando seus posts sobre maternidade! Fico entrando no blog direto à procura de novidades!!! Top demais!!!

    • Ana 27/02/2019 às 15:22

      oi Sephora, que bom saber!!!

      Aguarda aí que tem mais! hahaha bjos

  2. karol 27/02/2019 às 11:39

    Ana, parabéns pela praticidade. Eu não sei se é uma coisa meio Latina, mas aqui a loucura é enorme.
    Acho um pouco de exagero viajar especialmente para fazer enxoval em outro país. Eu sei que pode ser um comentário interpretado com maldade, mas acho que por mais que os preços no exterior sejam tão mais baratos, uma viagem dessa só se justifica pela fato da pessoa comprar MTA coisa.
    Tenho uma conhecida que aproveitou uma viagem à Europa e fez grande parte do enxoval de roupas na Primark. Achei a ideia bem legal, já que roupas de bb perdem muito rápido e nem “gastam”.
    Acabei de voltar de Berlim/Dresden e achei preços maravilhooooooosos nas liquis de inverno ( tipo 3 Euros uma blusa da Zara)…tenho uma impressão que a Alemanha é o novo paraíso das compras hahah
    O que vejo MTA gente fazendo é comprar carrinho p recém-nascido e poucos meses depois comprar um carrinho para o bebê fica “mais em pé”. Seria possível comprar só um carrinho para uma idade mais avançada e pular esse carrinho inicial, que é puro desperdício de $$$??

    • Ana 27/02/2019 às 15:25

      eu tb acho os preços aqui muito justos!
      Karol, em relação ao carrinho eu realmente n pesquisei nada, sabe qdo a gente se interessa zero por um assunto? kkkk Mas meu marido pesquisou mto.
      Na verdade a base do nosso carrinho é a mesma, o que vai mudar é o que encaixa nele. Tem uma cestinha que é pra qdo for bem pequena, e depois tem outra coisa pra qdo for maiorzinha. E o bebe conforto do carro tb pode encaixar nele (comprando uma peça lá à parte rsrs).
      Dá mta dó mesmo, e carrinho bom é caro! E aqui anda-se mto a pé, mto na natureza tb, entao o carrinho tem que ter estrutura pra isso. Como dá dó da gastação, compramos o carrinho em si usado.
      Bjos!!

  3. Barty 05/03/2019 às 21:51

    Ana,
    agradeço-lhe pela generosidade em compartilhar essas informações conosco de uma forma tão organizada e prática! Parabéns mais uma vez pelo post!
    Que essa etapa final da sua gravidez seja bem tranquila!

    beijos!

    • Ana 06/03/2019 às 05:39

      Oi Barty, imagina, se foi útil pra uma pessoa já fiquei super feliz!! :)))
      Bjos e obrigada

Comente você também