16
março
2019

O ótimo é inimigo do bom

Postado por Ana em Coisas da Ana

Pode ser que a idéia central deste post ajude alguém a perder um pouco da ansiedade e “busca por perfeição” no dia-a-dia. O título do post é quase meu mantra há algum tempo e me ajuda demais. Eu resolvi escrever sobre isso por causa de algo que aconteceu agora há pouco. Eu tenho comido bastante fruta a gravidez toda.

Exceto pela viagem à Inglaterra em novembro (e seus pret-a-mangers da vida), acho que nesses meses todos eu nunca tinha comprado dessas frutas já cortadinhas, sabe? Prefiro mesmo comprar a fruta inteira, dura mais, mais barato, até mais higiênico (se eu lavar), etc.

Foto: reprodução pret-a-manger

Daí acordamos hoje e não tinha nada pro café-da-manhã e meu marido foi buscar coisas no supermercado/padaria. Nesse ponto eu tô muito sem energia, e 5 min em pé me deixam tontinha já. Eu disse “traz também uma daquelas embalagens de frutinhas cortadas pra mim“.

Daí ele volta e diz: você acredita que eu encontrei uma pessoa randômica no elevador, ela olhou e disse “nossa, mas frutas no plástico? Isso não é saudável!“. Ele respondeu “nossa, a Sra. está usando o elevador para descer dois andares? Isso não é saudável“. *Risos cordiais de ambas as partes*

Ele me contou a história e eu juro que eu daria TUDO para ver um inventário do que a pessoa comeu nas últimas 24 horas. Vocês realmente acham que ela comeu igual uma blogueira-fitness? Pode ter rolado uma cervejinha, um bolo cheio de farinha branca, etc. E aparentemente ela se mexe tão pouco que pega o elevador pra descer dois andares. Sedentarismo é das piores coisas que você pode fazer pela sua saúde. E está bem assim! Se em vez das frutas cortadas fosse um croissant de chocolate quentinho da padaria? Em que mundo doido frutas (ainda que pré-cortadas e no plástico) são piores que um croissant? Para não esquecer: eu sou a Ana-Doida, conheço e já li todos os “testes de qualidade” desse tipo de fruta, vantagens e desvantagens.

A questão é que: ninguém come perfeito 100% do tempo, ninguém faz tudo perfeito 100% do tempo, ninguém cria os filhos com perfeição, ninguém é uma esposa, filha, amiga perfeita. Alguns exemplos no dia-a-dia de pessoas “fissuradas” no ótimo:

1) “Nossa, mas essa receita leva farinha branca?” —-> depois vai lá e come uma pizza na rua
2) “Nossa, mas você congela sua comida, não vai perder nutrientes?” —-> vai lá e come qualquer coisa na rua, qualquer coisa que vem em pacote com 1829138 ingredientes na lista
3) “Nossa, mas frutas cortadas em plástico não são saudáveis” —> vai lá e compra um pacote de bisnaguinha seven boys
4) “Nossa, esse muffin leva açúcar? Não tem outra receita? ” —> vai lá e come uma barrinha de Lindt)
5) “Nossa, mas usar caldo de frango pronto? Isso é puro sal” — vai lá e come um miojo
6) “Meu alemão é muito ruim, prefiro me comunicar em inglês” —> não fala 1 palavra porque tem medo de errar e não aprende nunca

São essas as pessoas que, se fazem algo imperfeito às 08:00 da manhã, chutam o balde o resto do dia e vão reiniciar os esforços no próximo dia – ou na próxima segunda, ou no próximo ano – é uma cilada, Bino!

Já que concluímos que não há nada perfeito em nossa vida, pra que perder tempo dando pitaco não-pedido na vida dos outros, né? Se eu pudesse eu andava com esse vídeo na minha testa:

Bom, é isso – antes de “descartar” algo porque não é perfeito o suficiente, lembre-se que o otimo é inimigo do bom. Por às vezes não encontrarmos o ótimo, acabamos por descartar o bom e escolher o péssimo– e bom is good enough! 🙂

Beijos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
  1. Ana 16/03/2019 às 10:53

    “Anne”- eu dou pitacos ou quando me pedem diretamente ou na internet nos meus espaços (quem entra no meu blog – ou quem vem do instagram como vc – é porque quer ler o que tenho pra falar, né?)
    No mais, achei o que disse meio fatalista. “Todos vão te ignorar”. Todos quem? Que vou virar não sei o que. Do que vou sentir falta ou não. Que vou reclamar do cansaço de ser mãe pro mundo todo (WRONG!Pode me cobrar se ler algo assim depois). Será que me conhece tanto assim? Aliás, minha contribuição a essa temática vai terminar com os posts da gravidez. N pretendo compartilhar mt da vida da minha filha na internet – a gente nunca sabe quem esta vendo e quero poupa-la da energia ruim.
    De qq forma, obrigada por comentar e boa sorte pra vc tb :*
    ps: pode usar seu nome da proxima vez, eu nao mordo

  2. Virgínia Gomes 16/03/2019 às 12:33

    Oi Ana,
    Concordo plenamente com você. E não esperaria que alguém comentasse que frutas no pote não são saudáveis! E o principal para mim é o que o seu vídeo (muito bom rs…) diz, seu marido não perguntou a opinião dela,não é ela que vai comer, o que ela tem haver com isso!!
    E essa tal de Anne, que comentário de troll! E primeiro, aqui é seu domínio! Lugar para você expor sua opinião! Que não concorde que fique quieto! Vejo outras meninas que sigo e acontece coisas assim, pessoas que comentam simplesmente para provocar, mas que para mim no fundo é
    inveja, no mínimo!!
    Muita saúde e paz para vocês!
    Abraço!

    • Ana 16/03/2019 às 12:36

      Obrigada Virginia…
      Sim, o famoso “vc vai se fuder, mas boa sorte”. Acho que as pessoas projetam seus fiascos nos outros, nada alem disso …
      Mas n esquenta. E eu acabei descobrindo quem ela é… sou esperta. Rs. Bjos

  3. Maria 16/03/2019 às 15:00

    Eu ADOREI o post de hoje! Se encaixou muito pra mim, que busco tanto o perfeito. Viver de forma mais leve também faz um bem danado! Se permitir errar, ter aqueles dias de preguiça, comer aquilo, dormir um pouco mais naquele dia… enfim, viver não é matemático! Adorei o vídeo, me arrancou um riso. Você é ótima,obrigada por vir aqui e tocar a gente com um relato, uma opinião, um exemplo que aconteceu com você. Um beijo.

    • Ana 16/03/2019 às 15:02

      Esse é o ponto, eu já fui muito perfeccionista e sei o quanto isso me atrapalhava. Nao quer dizer que devamos nos contentar com pouco, ou nao procurar (tentar ao menos) dar o nosso melhor. Só sermos mais legais conosco mesmo, a gente já passa por tanta coisa ne, rs =))) Bjos !!

  4. Andressa 16/03/2019 às 17:56

    Condordo totalmente, Ana! Tem dias por exemplo que nao fico satisfeita com meu rendimento nos estudos, mas aí lembro dessa frase, o bom é inimigo do ótimo, que um prof de nefro da facul sempre sempre fala em relação à aderência dos pacientes aos ttos, e ai me sinto menos culpada e muito mais motivada, pq sei q estudar, inspirada ou nao, já é muito melhor do que nao esrudar!

    • Ana 16/03/2019 às 19:55

      Oi Andressa – me identifiquei. Eu ja fui assim: se tinha um dia de estudos e planejava começar as 07:00 e por acaso acontecia algo e as 08 nao tinha começado ainda – pronto, era um dia perdido! Eu era mto tudo ou nada – e sobre isso foi esse post, vc “pegou” a ideia direitinho. Bjs

  5. karol 16/03/2019 às 19:36

    Oi, Ana!
    Quase nunca leio os comentários, mas tinha que ler este primeiro. Eu não entendo tanta violência gratuita…
    Como dizem na minha terra: que escrota.
    Independente de vc ter mãe viva ou não ( já havia reparado tbem, mas ain’t nobody business), eu acho que isso deve te deixar bem chateada. Eu fico mto doída com qualquer comentário assim. Não tenho mais meu pai e sinto falta dele independente do contexto que vivo e isso não diz respeito a ninguém. Detesto qualquer tipo de suposições a esse respeito. Te apoio!

    Entendo totalmente sua revolta com pessoa dando pitaco sem nem te conhecer, mas tente não levar isso tão a sério…um comentário assim deve ter vindo de um guru fitness ou da vovózinha x. haha
    Eu relevo mesmo pq muita gente não faz por mal…honestamente. E tbem acho que o bom é inimigo do ótimo e isso é ótimo para nos lembrar que às vezes podemos ser mais generosos conosco.
    bjos

    • Ana 16/03/2019 às 19:53

      Oi Karol!
      Na verdade esse pitaco nao me causou sensação ruim nenhuma, até pq eu nao estava na cena ne? Apenas ouvi o relato e na verdade rimos da resposta que ele deu, hehe. Mas é que realmente me fez pensar nessa questao do paradoxo da perfeição . As vezes a pessoa nao come a fruta picada pq nao é opcao mais perfeita mas acaba entao fazendo uma opcao super nao-saudável. E no quanto podemos extrapolar isso pra outras coisas da nossa vida.
      Essa questao da minha mae nao me atinge em nada – eu me sinto sortuda por ter sido criada pelo melhor pai do mundo. Senao nao estava aqui – firme e forte, com uma vida ótima. Ao contrario de certas compatriotas aqui na alemanha (uma minoria, claro) que chegam e nao sao ninguem, se frustram e tentam atingir as outras. Mas sim, olhando bem consigo ver a maldade que é jogar esse tipo de coisa em alguem que está prestes a ser mae, foi sim uma tentativa de me causar mal. Engraçado que só viloes disney se acham ruins, essa pessoa deve se achar a pessoa mais bondosa do mundo, rsrs. Eu queria era essa bola-de-cristal dela pra jogar na loteria, isso sim!
      Beijos!!

  6. L. 17/03/2019 às 09:29

    Oi, Ana!
    Só quem tende ao perfeccionismo sabe o quão libertador é repetir para si mesma que o ótimo é o inimigo do bom, e que feito é melhor que perfeito. A vida já tá puxada demais! Sempre tive medo da crítica, do olhar de fora, mas tenho aprendido que o outro também é imperfeito. Atualmente trabalho com uma pessoa perfeccionista que paga a língua on a daily basis: cobra a perfeição, mas vive cometendo erros. Só observo. 🙂 Olho pra ela e constato, com alívio, que não sou mais essa pessoa, tão cruel consigo e com os outros.
    Abraço,
    L.

    • Ana 17/03/2019 às 10:45

      Oie! Sabe aquela classica cena de entrevista de emprego, quando perguntam “qual seu maior defeito” e a pessoa diz com um risinho de canto-de-boca “ah, sou perfeccionista!” porque acha que é na verdade uma qualidade? Eu super pensava assim. Meu primeiro click foi em 2011 qdo comecei a ler o blog “fluent in 3 months” e ele falava que só começou a aprender linguas qdo passou a falar a partir do primeiro dia, sem ligar pros erros. E dizia que ser perfeccionista é dos piores defeitos que uma pessoa pode ter. Eu nao sei se concordo que é um enorme defeito para os outros, mas para si mesmo talvez – leva mtas vezes a estratégias kamikaze de ‘tudo ou nada’, ‘8 ou 80’. E nao deixa de ser uma vaidade, ne, só dar o primeiro passo se for perfeito.

  7. L. 17/03/2019 às 13:42

    Oi, Ana!
    Para mim, o perfeccionismo sempre terá uma conotação negativa. E trabalhar para um perfeccionista é soul crushing: nada do que você faz pra ele está bom. O olho sempre vai direto no defeito, no que está faltando etc. No mundo do aprendizado de línguas, essa postura realmente é fatal. Meu alemão é muito bom, mas nunca será “fehlerfrei”. E é o que tem pra esta vida. 🙂 Quanto mais o tempo passa, mas me certifico de que: caiu? Levanta. Só não erra quem não tenta.
    Abraço,
    L.

    • Ana 17/03/2019 às 13:57

      Imagino, é no mínimo estressante. Agora nao trabalho com ninguem assim extremo nao. Mas lembro de dois professores meus na residência. Um eu ate tinha que escrever a rotina dele no papel – tinha até ordem de dobrar os fios dos aparelhos, tudo parecia uma orquestra. Com outra, a preparação do campo cirurgico era algo tao metódico-doido (e sob gritarias se nao funcionasse) que me deixava até sem sono na noite anterior. XD

  8. L. 17/03/2019 às 18:11

    Cara, eu tô exatamente nesse nível de estresse. Perder o sono é muito chato. Mas vai passar, espero – tudo passa, até a uva passa. 😀
    Em tempo: li os comentários anteriores tardiamente e sinto que alguém sem noção tenha deixado um comentário igualmente sem noção. Ignorar é realmente o melhor que você faz.
    Boa semana pra você!
    Abraço,
    L.

    • Ana 18/03/2019 às 10:28

      Passa sim! Boa semana pra vc tb!
      ps: ela entrou em contato, foi um mau uso de palavras, apaguei e ta esquecido! Mas em 10 anos de blog eu geralmente apago direto coisas assim, sempre dá pano pra manga, e acabei de me lembrar o pq – nao me esqueço mais, rs.

  9. Samya Schuhmacher 19/03/2019 às 14:08

    Oi Ana. Desculpa a ignorância e também não quero ser a justiceira que corrige todo mundo, mas eu sempre aprendi (talvez errado) que:
    – O bom é inimigo do ótimo – no caso de nos acomodarmos naquilo que julgamos bom e nunca nos esforçamos para buscar o ótimo.
    – O ótimo é inimigo do bom – exatamente no contexto que você utilizou na sua publicação. Almejar tanto o ótimo e não alcançar nem mesmo o bom (e também não alcançar o ótimo).
    Abraço!

    • Ana 19/03/2019 às 15:31

      oi samya, acho que tens razao, é essa ordem mesmo, rsrs inverti, obrigada! bjos

      • Ana 19/03/2019 às 15:55

        mas fiquei curiosa e fui pesquisar – apesar de mt gente usar na outra ordem (inclusive em palestras etc), parece que a frase original foi nesse ordem q vc falou, de voltaire “Le mieux est l’ennemi du bien.” depois q eu tiver mais inspirada eu vejo se foi ele mesmo porque a internet é danada pra atribuir frases a esses pensadores ne hehhee

  10. Ana Luiza 19/03/2019 às 22:27

    Caraca, perfeito. E isso pode ser levado pra tantas esferas da vida. Esses tempos publiquei meu primeiro post / artigo, mesmo sem achar perfeito, que fala justamente sobre isso. “Antes feito do que perfeito”. Me podei por tanto tempo de publicar algo que escrevi por não achar perfeito, acabava optando por não postar nada. Por não atingir o ótimo, não me contentava com o bom! Vou até compartilhar aqui, pq hj, relendo, vejo que o bom – mas feito – é muito melhor do que o perfeito – que é apenas idealizado e nunca toma corpo. https://www.linkedin.com/pulse/sobre-come%C3%A7ar-e-terminar-ana-luiza-weber-rebellato/

    • Ana 20/03/2019 às 17:34

      Que coincidencia, Ana! Fui la ver e adorei, que bom que começou! Continue escrevendo mais, Bjossss

  11. Maria 21/03/2019 às 20:23

    Oi,Ana! Sei que o post não foi sobre isso, mas como você faz com seu título de eleitor? Vai à embaixada do Brasil justificar seu voto todas as vezes que temos eleição municipal ou federal? Curiosidade pra quem tá pensando em mudar de pais e está cheia de dúvidas. Beijo!

    • Ana 21/03/2019 às 21:23

      oi! nao, justifico rapidinho pela internet ..antes eu mandava cartinha pro brasil mas de um tempo pra ca da pra justificar pela internet rapidinho. Nao transferi pq meu ponto de voto seria em munique, que é completamente fora de mao pra mim … Quem sabe um dia!

Comente você também