28
maio
2014

Top 10 acessórios de cozinha

Postado por Ana em Ana de Casa

Uma das minhas coisas favoritas da “nova vida” de Ana De Casa é que agora sou chefe soberana #1 absoluta ditadora da minha cozinha. Posso fazer as estripulias que eu quiser, sem ninguém surtando que tô fazendo bagunça (viu pai?) hahahahhaa E eu sou muito ciumenta com minhas coisinhas de casa, tomo o maior cuidado. Inclusive quando estou cozinhando e chega algum ser humano em translação para espiar eu solto um sonoro e carinhoso “CAI FORA”. 🙂 Seguem alguns utensílios/coisas de cozinha que eu adoro ter e indico:

#1 Fervedor de água (WMF)

cozinhaboiler

Auto-explicativo, né? Ele fica ligado na tomada, eu coloco água, ligo e pronto! Quando a água ferve ele desliga sozinho. Eu nunca mais coloquei água para ferver no fogão. Usando isso é tipo mil vezes mais rápido. Uso pra tudo, fazer chá, café, arroz, enfim, qualquer coisa que precise de água fervendo. Muito prático e seguro … Só lembro de meus tempos no interior, que eu fervia água com um ebulidor, morrendo de medo (lembra, Bilu?). Amo tecnologia!

#2 Balança (Soehnle)

cozinhabalanc

Já dizia minha ídola Rita do Panelinha, o segredo de uma boa receita está nas medidas. E é verdade, nunca mais estraguei receita nenhuma depois que comecei a usar balança + medidores. Depois que comprei essa já achei um milhão melhores, mas enfim, foi minha primeira balança que funciona. Ela não tem recipiente, mas tem a função de tara, então quebra o galho e estou satisfeita.

#3 Tirador de miolo de maçã

cozinhamaca

One apple a day… Parece inútil, né? Mas aqui sempre tem maçã, e te falar que “desmiolada” dá mais vontade de comer. E é questão de 3 segundos, funciona super bem e você não desperdiça praticamente nada. Uso todo santo dia!

#4 Tirador de cheiro da mão

cozinhacheiro

Atire a primeira pedra quem nunca ficou dias com a mão cheirando a alho e cebola após cozinhar alguma coisa. Como eu amo estes ingredientes, já viu, né…! Existem várias coisas assim no mercado, inclusive sabões para tirar cheiro, mas não experimentei. Dizem que esfregar a mão na colher de aço funciona, mas pra mim não funciona tão bem. Então conheci esse ovinho e deu super certo pra mim, prático, higiênico e duradouro, só esfregar as mãos nele sob água corrente. Esse meu é da WMF, mas acho que todos devem funcionar igual.

#5 Luva térmica (Built)

luvabuilt

Fui trocar uns presentes de casamento e com o crédito final arrematei lá na ToolBox em BH. Estava cansada de luvas que são piores do que pano de prato, que não servem pra nada! Eu precisava de uma luva boa de verdade! E essa é incrível, você segura um metal saído do forno por um minuto e nem sente qualquer calor. Ela é simplesmente perfeita, recomendo de olhos fechados.

#6 Tábua de bambu (WMF)

Já dei a dica aqui. Eu realmente dei muito certo com tábua de bambu – é ótima, bonita, higiênica. A única coisa chata é que não pode ir na máquina de lavar. De vez em quando é bom passar um óleo para deixá-la lustrosa. Um cuidado que tomo é não preparar alimentos crus (ex: vegetais) em uma tábua onde cortei carne por exemplo. Por isso aqui em casa tenho mais de uma.

#7 Avental

cozinhaavental

No início do ano eu e minha irmã compramos cada uma um aventalzinho charmoso em Paris. Além de charmoso é ótimo, porque eu sou bagunceira e acabava colocando roupa velha para cozinhar, o que tirava totalmente o glamour “Ana chef” do momento! Agora posso estar apresentável e só colocar o avental por cima! Vocês vão achar engraçado, mas estou cobiçando um chapéu de chef. hahahaha Mas sério, tenho medo de servir comida com cabelo e aquelas toucas de hospital são 10x mais desglamourizantes do que roupa velha.

#8 Descascador de legumes

cozdescasc
Eu sou daquelas que quando vai descascar legume com faca acaba jogando 70% dele no lixo, levando muito mais do que a casca. haha Com descascador (coisa simples e barata) eu descasco cenoura, maçã, batata mil vezes mais rápido, sem desperdício e sem correr o risco de machucar. Quem não tem, pode correr pra comprar.

Dentro dessa categoria, uma aquisição recente foi o descascador tipo Julienne, para fazer spaguetti de legumes. Na foto abaixo eu preparava um spaguetti de abobrinha. Se é tão gostoso quanto uma massa beeeeem gorda, claro que não. Mas pra ficar em forma, tá valendo!

cozjulienne

#9 Espremedor de alho

garlic
Esse meu é velhiiiiinho (dos tempos de faculdade do meu marido), mas ainda funciona perfeitamente. Eu lembro que antes de conhecer isso eu ficava socando alho. Gente, ninguém merece socar alho em pleno século XXI!! E esse espremedor de alho tem em todo lugar, só que tem que ver direitinho que tem uns horríveis que não encaixam direito.

#10 Mini processador (Black & Decker)

cozinhablack

Esse eu tinha em BH e adorava, foi indicação de uma antiga manicure (?). Então eu já tinha comprado aqui há alguns anos também. Eu na verdade só uso para cebola e tempero (eu sempre faço esse tempero caseiro aqui). É bem pequeno e bem prático, tanto que deixo ele em um cantinho já na tomada, nem guardo. Dizem que em “toda família tem um chato que não gosta de cebola“, portanto ele é ótimo quando você quer cozinhar algo com cebola para alguém que odeia o CREC-CREC (viu pai? #2).

E o que não funciona…

cozinhanaofunfa

Enquanto preparava o post, me deparei com esse amiguinho aqui. Seria então uma dica do que não comprar. Teoricamente você coloca para ferver com o ovo e ele vai mudando a cor e mostra o “ponto” do mesmo. Nossa, mas pelo menos comigo nunca funcionou (por que ainda não joguei fora messssmo?). Hoje em dia sigo a regra dos 3, 6, 9 minutos para gema mole, média e bem cozida respectivamente. Muito mais prático e dá certo.

Calma, o próximo post vai ser de beleza, para quem não suporta esse papo de casinha, viu ? 🙂 E vocês, têm algum acessório de cozinha que amam e eu não falei aqui?

Beijos da aspirante a mulher alfa

25
abril
2014

Meu robô aspirador

Postado por Ana em Ana de Casa

A primeira vez que vi um robô aspirador foi em um episódio de Gilmore Girls, me lembro bem. Mas a necessidade de ter um eu notei há alguns anos vendo a quantidade de poeira que a casinha alemã junta. É uma coisa incrível, do tipo o celular dorme carregando e acorda cheio de poeira. Ainda não sei o motivo, pois moro em uma das cidades mais ecologicamente corretas do mundo, e isso acontece inclusive no inverno, quando as janelas ficam todas fechadas. Desconfio que seja culpa do bonde, que passa a uns 80 metros daqui. E isso se complica mais se tratando de um país em que é muito difícil $$$$ ter faxineira todo dia. Resumindo: não aguentávamos mais ficar carregando aspirador acima e abaixo (não é grande aqui, mas são dois andares). Já estava desejando muito este robô. Existem várias versões genéricas, de marcas diferentes, mas o “robô aspirador pioneiro” é o iRoomba.

robo1

O problema é o preço. São várias versões, tem as mais simples e as mais rebuscadas. Mas vendo as reviews, só valeria a pena mesmo investir em um modelo mais inteligente – o meu é o 780 – , o que significa de 500 euros pra cima. Ouch!! Eu pessoalmente não arriscaria pagar metade do preço (ainda caro) em outra marca e correr o risco de não usar. E, em se tratando de iRoomba, o céu é o limite, tem alguns que cuidam até de superfícies molhadas, mas né $$$$$$…

robo2

Fiz um mini-video para mostrar pra vocês como funciona:

Já que era algo que queríamos muito, colocamos “como quem não quer nada” na lista de casamento. E não é que umas amigas se juntaram e me deram esse presentão? Gente, é qualidade de vida que vem na caixa. Ele é realmente muito inteligente, foi desenvolvido pelo pessoal da NASA: não cai da escada, por exemplo. Da primeira vez ficamos a postos de salva-vidas, mas ele realmente vai até a beiradinha e não cai de jeito nenhum. Tem sensores que fazem com que ele “escaneie” o cômodo e passe em todos os lugares várias vezes, então fica tudo limpinho. Claro que faz algum barulho, afinal, é aspirador, mas é mais silencioso do que um aspirador normal. É emborrachado e não agride os móveis, pois diminui a velocidade ao ver que tem um obstáculo. Dá para programar as limpezas, tem controle remoto caso queira guiá-lo. Amo que ele entra debaixo e cama, cômodas, etc! E a sujeirinha que ele não alcança nos cantos eu acabo tirando com um daqueles aspiradores de mão. E … quando ele termina de limpar, toca uma musiquinha e volta sozinho para a “casinha” dele, ou seja, a base onde ele carrega a bateria. Como nada é perfeito, ele cai em algumas armadilhas, mas todas bem previsíveis: cadarço de sapato, tomadas de aparelho doméstico e… Havaianas! kkk Então é importante que o primeiro uso seja meio observado para você já conhecer os pontos fracos do robô e depois é só tirá-los do caminho antes de começar a limpeza. Resumindo a história: o robô se tornou quase um filho para nós!! hahaha

O amor é tão grande que de vez em quando a gente fica parado olhando ele trabalhar, com o maior orgulho. 🙂 Como diz o slogan da marca: Let the robots do the work!

Bom, fica a dica para quem está em uma situação parecida com a minha.

Beijos!

14
abril
2014

Aprendiz de costureira

Postado por Ana em Ana de Casa

Tenho 15 dias “à toa” e estou aproveitando para fazer várias coisas: arrumar a casa, cozinhar, passear (primavera tá linda), estudar muito alemão, decorar protocolos do hospital, correr, estudar legislação de trânsito daqui (SNIF!) e… aprender a costurar!!! hahaha Pensa numa pessoa que não sabe pregar um botão! Soy yo! E morro de vergonha disso – minhas calças furam e não sei como fechar. Agora que estou em um lugar onde serviços humanos custam uma fortuna, vi a oportunidade perfeita. Coloquei essa máquina na minha lista de casamento porque achei FOFA, mas nunca imaginei que alguém fosse dar. Pois bem, alguém deu, e daí veio minha idéia.

maquina2

Estou começando pelo manual da própria, vídeos no YouTube, sites e esse livro fofo que minha sogra me “emprestou” (ela mal sabe que não vou devolver HAHA).

livro

Se nada disso funcionar, acho que vou procurar um curso básico por aqui. Mas vou tentar sozinha primeiro, até para não passar vergonha em um eventual curso – será que consigo?

maquina3

Bom, por enquanto ela “dorme” na estante junto com meus livros. Se eu dominar a arte algum dia, até compro daquelas mesas fofas de máquina de costura (#pensandolonge).

maquina

Já que estamos dentro da categoria “coisinhas de casa“, esta semana descobri uma coisa que talvez já seja óbvia para vocês – não dá para ter margaridas dentro de casa. Fui à feira de flores escolher um vasinho para a mesa de centro e amei as margaridas. Dei uma cheirada porque me lembrava vagamente do rumor a respeito do cheiro, mas lá ao ar livre não percebi qualquer cheiro ruim. Mas bastaram vinte minutinhos dentro de casa – puáaa! Que fedorzinho! Foram promovidas à varanda!! hehe

margaridas

Torçam por mim, a mais nova dona-de-casa do pedaço!

Beijos!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Página 8 de 1345678910111213