23
abril
2016

Mil e um paninhos

Postado por Ana em Ana de Casa

Ana-de-casa contra-ataca. Já falei pra vocês que ainda não tenho ajuda de fora para as atividades domésticas. Eu até estava planejando arrumar alguém pra maio. Mas fico enrolando… Tenho que colocar pelo menos umas trancas novas, eu sou muito neurada com essas coisas pois já fui muito roubada por “ajudantes”. E fora a privacidade invadida. Estou no dilema entre chegar em casa sexta à tarde e ficar aproveitando minha tarde livre de pernas pro ar (queria alguém na sexta de manhã) ou continuar fazendo faxinão eu mesma sexta mas sem ter um estranho aqui dentro. Sinceramente, ainda estou na dúvida!

Daí entre uma limpança e outra, estava dia desses reparando que sou a “maníaca dos paninhos” e eles são meus grandes ajudantes por aqui! Tenho paninhos com parte de couro para limpar/polir a mesa de vidro, tenho paninhos à la brazuca tipo perfex, paninhos super absorventes para a pia da cozinha (troco diariamente), paninhos para deixar no chão da cozinha para já enxaguar qualquer gota que caia, paninhos abrasivos de limpar a banheira, paninhos de limpar a pia, paninhos descartáveis de limpar móveis, paninhos descartáveis para limpar privada, paninhos de limpar mesa – paninhos, paninhos, paninhos! Eu reservo um gavetão da cômoda de roupa de cama só pra eles!

paninho2multif

paninho3

paninho4

paninho9

paninho5

paninho7descartamovelPaninho descartável para limpar móveis

paninho8vidroMeu velhinho de limpar mesa de vidro, amo

paninhos1umeÚmidos descartáveis variados.

Eu amo especialmente os paninhos descartáveis umedecidos e sempre tenho um em cada canto, uso pra tudo – e o melhor é que eles vão pro saco de lixo amarelo . Eu costumava não reaproveitar panos de limpeza geral, porque o custo da lavagem a 90 graus meio que ultrapassa o custo dos próprios. Atualmente, como tenho muitos que enchem um balaio, eu deixo acumular e lavo muitos de uma vez, daí vale a pena!

paninho6Espero juntar 50 sujos pra lavar a 90 graus

O fato de ter começado a usar descartáveis na privada meio que me economiza esses paninhos também (nem lavando a 90 graus, eu não conseguia reaproveitar os de privada, muita gastura, rs).

paninhobanheiroMelhor descoberta esses descartáveis pra limpar privada, hehehe

Mostrei acima alguns dos que tem por aqui para as donas-de-casa leitoras que também moram aqui. Dos umedecidos, o da DM é meu favorito. Os de chão compro mais no Aldi e os multiuso compro mais no Rewe! Mas varia… não posso ver um paninho especial que já levo!

Beijos da louca dos paninhos

19
abril
2016

Minhas marmitas !

Postado por Ana em Ana de Casa

Quem me segue no snap nem deve aguentar mais me ver falando de marmita. Mas para quem não sabe, é isso: virei marmiteira, acreditam? E já tem muito tempo. No trabalho não costumam ter opções práticas para almoço como os bons self-services do Brasil: ou é restaurante a la carte (muita comida pro meio do dia e/ou caro e/ou demorado) ou salada pronta do supermercado com pão, ou um pãozinho recheado de padaria. Então o que acabava fazendo? Comprando comida de microondas. Só que, além de eu estar ficando enjoada comecei a ficar incomodada pelo aspecto nocivo das coisas. E, com muito orgulho, tem muitos meses que eu consigo me organizar relativamente bem pra comer marmita todos os dias. Não é pra ser fit (RIP projeto #anacavalava) nem pra emagrecer (mas isso é bem vindo rs), é só pra ter mesmo a sensação de estar comendo algo caseiro diariamente, sem muitos conservantes. E depois reparei que, graças a esse hábito, ainda acabo gastando muito pouco com comida! Sei lá, prefiro gastar com comida num jantar com meu marido e amigos, por exemplo, não no dia-a-dia!
marmitablue

Logística

Sempre que dá, faço um almoção domingo e as sobras viram marmitas. Antes, muitas vezes, acabava desperdiçando. Às vezes acabo fazendo marmitas separadas mesmo. O que eu evito é ficar preparando marmitas à noite durante a semana, depois do trabalho – porque, nossa, ninguém merece, e já vi que não dou conta! Por isso, não sou infalível – se viajo no fds, por exemplo, já era. As marmitas até quarta-feira ficam de boa na geladeira sem congelar. Pra quinta, ou eu descongelo ou levo uma coisa mais prática mesmo “preparada” quarta à noite: por exemplo, um ravioli do supermercado com meu molho de tomate caseiro – que sempre tenho congelado – num andar e uma salada no outro e já tá bom demaisssss. Se não couber, levo a salada num tupperware. Já às sextas eu almoço em casa mesmo. Em relação às saladas – se no início de 2015 eu usava minhas saladas no pote, eu chutei o balde e em 99% das vezes já compro saladas em saquinhos prontas. Um andar da marmita é sempre salada – junto levo semente de girassol num potinho e molhinho em outro – não invento muita moda aí, porque senão não dou conta!

Qual marmita

marmitanew

Sei que num post antigo aqui eu já andava namorando marmitas fofas. As de aluminínio são realmente lindas, mas no fim das contas só servem para levar pratos/sandubas de comer frio. Acabei comprando uma de plástico resistente a Microondas no Kaufhof e depois que ela “afrouxou”, uma linda e bem melhor da Monbento. Gostei tanto que atualmente tenho duas e já quero a terceira. A qualidade dela é sensacional e pode ir no microondas e na máquina de lavar… continuam novinhas! Na minha opinião, depois da Monbento, não dá pra ter outra. Eu fui tirando algumas fotos de algumas marmitas ao longo do ano passado, quando lembrava. Para não ficar longo demais, depois faço uma parte mais focada em outras receitas, combinado?

Sanduíche do Panelaterapia

marmitasanduba

Fiz muito no início de 2015, mas tem muito tempo que não faço porque prefiro “comida-comida” mesmo! 🙂 Mas o sanduíche natural-delícia da Tati, do Panelaterapia é bom demais! Uso “de maionese” a Miracle Whip light. E pego super leve no alho, porque é alho cru e ninguém merece ir pro médico e ficar cheirando bafão de alho, hahaha. A rúcola (ou alface americana) e cenoura do sanduba já faz as vezes de salada, então levava só o sanduba mesmo.

Salada de macarrão

saladamacarrao

Coisa mais alemã essa coisa de salada de macarrão, viu? Eles costumam comer frio mesmo, mas eu esquento no microondas antes de comer. Existem um milhão de receitas, gosto de variar com receitas do ChefKoch. Mas a minha favorita, e que divido aqui, é de um livro que tenho aqui em casa que se chama “Survival for the fittest“. A diferença é que meu franguinho eu deixo marinando um pouco nesta receita do Panelaterapia (já acostumei, é assim que preparo a maioria dos frangos). Junto 500g de fusili, 2 xícaras de vegetais (desses que vêm congelados, com ervilha, milho, cenoura), 1 peito de frango, 2 pedaços de aipo, meia xícara de maionese light (uso miracle whip light), meia xícara de iogurte light, 1 colher de sopa de suco de limão, 1 colher de chá de raspas de limão, pimenta moída na hora. Cozinha a massa separada e o frango também. Depois mistura tudo!

Massa integral com molho bolonhesa

marmita1

Super simples mas gostoso. Uso a massa integral porque senão minha barriga está roncando 2h depois! Não sei muito de cabeça, cada hora faço de um jeito, mas mais ou menos assim : refogo uma cebola pequena no azeite, daí uma cenoura pequena picada por uns 2 minutos. Refogo carne moída (aqui uso mista boi-porco), adiciono alho e um pouco de sal, pimenta, molho de soja – jogo alguns tomates maduros espero reduzir. Depois coloco só um tiquinho de leite pra tirar a acidez e espero secar. Se tiver vinho tinto, jogo um pouquinho. Depois completo com molho de tomate caseiro OU extrato de tomate de caixinha (o que tiver) deixo reduzir mais e acerto sal e pimenta. Coloco manjericão fresco picado e pronto! Eu já deixo o macarrão preparado al dente à noite. É importante só misturar na hora de comer.

Torta de legumes (com frango, atum, etc)

Essa receita é da minha irmã e é das minha marmitas favoritas. É muito cremosa, nham nham! Costumo fazer com frango desfiado, mas rola com atum também! Confesso que fiz tanto em 2015 que enjoei, tô de rehab dela agora hahaha Bato dois ovos, meia xícara de óleo, meia xícara de farinha, 80g de parmesão ralado. Depois adiciono meia cebola em cubinhos, 1 tomate picado, uma abobrinha ralada , meia cenoura ralada e uma colher de café de sal. E, claro, 1 xícara de frango cozido e temperado desfiado (ou atum ou o que preferir). Unto a forma , levo a 180 graus por cerca de 40 minutos, até ficar dourada e sequinha em cima. A torta é cremosa, não aquelas massudas, secas, por isso gosto tanto!

tortalegumesrolo

Strogonoff quase-fit

strogonoff

Clássico. Eu corto um frango em cubinhos (500g), tempero e refogo no azeite junto com uma colher de maizena até formar uma crostinha no fundo da panela. Daí refogo meia cebola em cubinhos, adiciono uma xícara de água fervendo e fica um caldinho. Se for secando vou adicionando mais. Deixo assim uns 30-40 minutos pra ficar bem macio. Daí adiciono um copinho de Creme Légere (tipo um creme de leite light daqui, mas mais gostoso), uma colher de extrato de tomate ou catchup (o que tiver), uma de molho inglês, cogumelos de paris em fatias até amolecer. Acerto o sal e pimenta. Quando tem salsinha fresca aqui, jogo em cima. Daí faço arroz mesmo (aqui gosto do himalaia) e quase sempre junto legumes (daqueles congelados) ao arroz! Tem outras duas variações dessa combinação frango cremoso + arroz que que levo muito também – Uma é frango ao curry. Praticamente é a mesma coisa, mas junto curry e pedacinhos de maçã e um pouco de leite de coco. E a outra é frango agridoce, que leva abacaxi.

Panqueca de carne moída

panquecas

Já asso uma assadeira cheia de panquecas e levo duas no andar de cima da marmita e no andar de baixo vai só salada! Nossa, é uma delícia hummm! Meu favorito do momento! Faço de forma bem flexível, mas geralmente refogo a carne moída com cebola e alho , junto pimentão, milho, um pouquinho de molho de tomate só para umedecer. Pras panquecas, faço com a proporção 1:1:1 de ovo, farinha e leite. Levo as panquecas à frigideira bem fininhas, monto tudo num refratário e rego com molho de tomate e salpico queijo ralado – daí levo ao forno pra gratinar.

Cuscuz de legumes com merguez

cuscuzNão ficou bonita a foto, tirei muito no escuro, sorry

Merguez é uma linguicinha picante que eu adoro. Essa marmita nem é exemplo de coisa saudável (mas melhor que os milhões de conservantes das de microondas) mas é rápida de fazer e uma delícia. Faço o cuscuz (250g) conforme as instruções da embalagem, mas em vez da água adiciono caldo de legumes. Separadamente preparo os legumes: refogo meia cebola, 1 pimentão vermelho e um amarelo em cubinhos. Depois, refogo abobrinha e mais pro final rapidamente 2 tomates em cubinhos e 130g de grão de bico (escorrido da lata). Finalizo com sal do himalaia, pimenta, cúrcuma, um pouco de Harissa e coentro fresco. EU prefiro assim, mas cuscuz combina muito com hortelã fresco também. Separadamente corto 4 merguez e levo pra grelhar uns 5 minutos. Depois misturo tudo! Eu levo assim mesmo, mas uma coisa que combina é molho de iogurte.

Galinhada

galinhada

Típico prato de almoço de domingo que sobra pra marmita. Faço num WOK enorme. A diferença é que pra marmita eu não coloco as coxinhas, porque senão é muita farofada no trabalho, né? Haha… vai só com os pedacinhos de frango mesmo. Galinhada parece que apura o sabor na geladeira e durante a semana fica mais gostoso ainda. Só fico triste que por aqui esse tipo de prato se chama de “Reis mit Scheiß” (arroz com m*rda) kkk… A receita que faço é exatamente essa do Panelaterapia!

Alguém também leva marmita? Alguma receita pra dividir comigo?

Beijos

05
abril
2016

Os lixos da minha casa

Postado por Ana em Ana de Casa

Engraçado um post de lixo, né? Mas é mais para mostrar como é a questão do lixo aqui na Alemanha. É bem diferente do Brasil e com algumas particularidades. Minha experiência “em Alemanha” inclui Freiburg, Frankfurt e Kiel (sul – meio – norte). Então imagino que a questão do lixo seja meio constante no país.

São cinco tipos de lixo para você dividir em casa. Há toners de cada lixo do lado de fora da casa (ou no quartinho de lixo do prédio) que são esvaziados em frequencia variável.

1) O lixo de papel : papel, papelão. Lembrando que quando você vai desová-lo no quartinho de lixo (no toner grande) tem que estar meio picado. Nada de jogar caixas inteiras. Daí imagina o saco que é quando você compra um móvel e tem que ficar picando aquela caixa enorme com suas mãozinhas.

2) O lixo orgânico (“Biomüll”): basicamente, resto de comida. O saquinho também tem que ser biodegradável, aqui tenho os dois abaixo. O chato é que ele “derrete” muito rápido e, mesmo descendo com ele todos os dias, ele acaba sujando minha lixeira. Mas felizmente tenho minha solução de limpar lixeirinha! 🙂

lixo5

3) O lixo “amarelo” (“Gelber Sack“) que é onde você joga embalagens de plástico e metal. Eu sempre tiro resíduos de comida das embalagens e até passo água mesmo. Porque o saco é grande e não quero minha cozinha com cheirinho ruim. Nele vão poucas garrafas, pois a maioria das “PET” e de vidro são “caução” – daí você devolve na máquina do supermercado e ganha o dinheiro de volta. Ah, os sacões amarelos não precisa comprar, são dados no supermercado, prefeitura, etc. Eu levo pra baixo quando enche mesmo.

lixo4

4) O lixo “resto” (“Restmüll“). Para todas as outras coisas. Esse é o “lixo da dor de cabeça”, e é ele que determina o quanto você tem que pagar por ano. Por exemplo, aqui em casa pagamos por um toner de “lixo resto” lá em baixo que comporta 35 litros e é esvaziado a cada duas semanas. É só pra nós dois e fechado a chave! Para nós dois funciona super bem, desde que separemos o lixo orgânico (você até pode jogar orgânico no “resto”, mas estará gastando seu espaço à toa). Aqui em Freiburg, já faz uns meses que pararam de recolher o lixo do toner caso a tampa não feche. Dada essa nova regra, houve uma verdadeira pane do lixo no meu prédio certo mês. O pessoal simplesmente não conseguiu se organizar com o próprio “lixo resto”, afinal tinha vizinho com bebê pequeno dividindo toner mínimo com outros, claro que não dava. Virou uma verdadeira guerra do lixo. Mas como temos nosso toner pequeno mas só nosso (trancado a chave), não tivemos dificuldade, mas nos afetava ter que atravessar um mar de lixo para chegar até os toners. 🙁 Outra coisa é que aqui o lixo é recolhido sábado e se for feriado eles simplesmente “pulam” aquela semana e você tem que se virar. Ou seja, tem hora é que difícil administrar nosso lixo por aqui. Ah, lembro que lixo do banheiro vai pra essa categoria também – mas aqui não se joga papel higiênico no lixo, mas sim na privada. Lixo de banheiro é para fio-dental e afins.

5) Vidros: os vidros que não são “caução”, tipo garrafa de vinho, azeite – você desova em um toner coletivo perto de casa. Tem um a um quarteirão daqui – lá tem a divisão por cor de vidro (marrom, branco, verde). Espero juntar algumas garrafas e levo de uma vez.

Taxa do lixo

Como mencionei acima, tem que pagar a “taxa do lixo“. Ela é paga anualmente e depende do tamanho/recolhimento do seu toner de “lixo resto” – aqui em casa pagamos 149,88 euros (cerca de 600 reais) em 2015. Quanto maior a família, mais espaço você vai precisar e mais caro fica. Meus lixos ficam na cozinha mesmo, escondidos por uma cortininha. Tem um toner branco que comprei na Ikea que é onde encaixo o saco amarelo . Tem uma cesta não sei de onde pra papel. E outro com dois compartimentos – um para o lixo biológico e outro para o lixo resto.

lixo1

lixo2

lixo3

Confesso que não sou das pessoas mais ecologicamente conscientes e tem hora que essa separação enche o saco! Quando vou pra Beagá e vejo aquele tonerzão pra gente jogar tudo misturado me dá uma inveja! Minha família até tenta separar de vez em quando, mas chega o caminhão de lixo e mistura tudo mesmo… nem vale a pena.

Beijos!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Página 4 de 1312345678910