18
fevereiro
2013

Top 10 dicas de cozinha

Postado por Ana em Ana de Casa

Eu sempre fui uma negação na cozinha, mas nos últimos anos, grande parte graças à internet, já evolui muito! E não é que estava reparando que já tenho até meus mini-hábitos? Coisinhas simples, que a maioria já deve saber, mas pra quem não souber, são diquinhas preciosas!

1) Como ver se o óleo está quente para fritar

Essa foi a primeira dica que aprendi na vida. Sabe quando você quer fritar pastel e se o óleo não tá muito quente ele fica muxibento? Deixe um palito de fósforo dentro, e ele acenderá sozinho (dá um sustinho) quando o óleo estiver quente o suficiente.

2) Como (quase) esterilizar potes de vidro

Você coloca água para ferver num panelão, aí quando estiver juntando as bolinhas na borda (não precisa ferver ao ponto de borbulhar) você coloca o(s) pote(s), tampa(s) e uma pinça de cozinha. Abaixa o fogo e deixa tudo lá por 5 minutos. Você retira a pinça (eu deixo a bundinha dela pra fora da água quente, pra pegar fácil) e a usa para pescar o pote e a tampa. Aí você os coloca pra secar sob um pano de prato limpo. Cientificamente, isso não é esterilizar (vai só ferver material cirúrgico pra você ver), mas serve bem os fins domésticos. Pra colocar tempeiro pronto em pote, geléia, salad in a jar (viciei) e por aí vai. Este vídeo mostra bem!

3) Como saber se a panela está quente o suficiente pra colocar a carne

Você chega a mão perto da parte de dentro panela (sem encostar, claro). Se não der para aguentar deixar a mão lá, é porque está quente o suficiente. Isso aprendi com a Rita Lobo e acho crucial, porque carne em panela fria perde água e fica dura. Inclusive, em algumas receitas (ex: strogonoff) ela sempre fala pra colocar metade da carne de cada vez, pra não esfriar a panela.

4) Como saber se o ovo não está velho

Velhinha, aprendi nas aulas de biologia. O ovo mais velho é mais leve, porque já perdeu mais água através da casca (acertei? rsrs) . Então você coloca em um pote ou copo de água, se afundar é porque está bom. Mas ainda assim é bom quebrar o ovo em um recipiente separado antes de jogar na receita. Dica extra para ovos: ao contrário do que fazemos com latas e alguns mantimentos, a gente nunca limpa o ovo antes de armazená-lo na geladeira, porque isso retira sua película protetora e favorece a contaminação.

5) Como chorar menos ao picar cebola

A cebola produz o gás que se dissolve na nossa lágrima e irrita a nossa conjuntiva ocular. Se você “oferecer” outro líquido à cebola para que seu gás se dissolva nele, sobra menos pros seus olhos. Deixo um filete de água correndo ao lado do lugar onde estou cortando a cebola. Não é 100% mas melhora muito! Você pode também usar uns bons óculos de natação né… hehehe

6) Como descascar um dente de alho em poucos segundos

Adoro ensinar isso pras pessoas e ouvir um “OOOOh…” :laugh: Eu adoro fazer um pãozinho de alho com queijo (que dá uns 13 dentes de alho na receita padrão), então isso me poupa um tempo danado! Pegue uma faca grande, de Chef, e mantenha acima do dente de alho, deitada. Dê um murro ou palmada forte na faca (deitada), com o alho embaixo. Veja como sai a casca inteira, muito mais fácil. Dica extra: pro gosto de alho não ficar muito forte, você tira um filetinho verde que tem no centro do dente!

7) Como cortar a cebola em cubinhos facilmente

Aprendi em um vídeo no Youtube há anos. É bem óbvio, mas pra quem ficava lutando pra cortar os cubinhos foi uma reviravolta na cozinha. :laugh: Achei um vídeo parecido com o que aprendi, mas faltou ela faltar que no início você corta a cebola em 2, passando pela raiz.

8 ) Como evitar bichos na farinha, aveia e feijão.

Não é unânime, mas aqui em casa até hoje funcionou muito bem! Para não ter a desagradável surpresa de encontrar bichinhos (carunchos) na farinha, aveia ou feijão (que aparecem mesmo se mantidos fechados), é só deixar uma ou mais folhas de louro dentro dos potes.

9) “Tupperware” de vidro e tábua de bambu

Sabe aqueles tupperware de plástico que ficam com aquele cheiro horrível e você nem consegue limpar direito? Yuck! Seus problemas acabaram! Muda pros potinhos de vidro, fia. Custa umas 30 dilmas cada, mas dura muito mais, é super higiênico, você pode ferver, não guarda cheiro. Os meus são da Glass Lock. Já a tábua de bambu é um investimento que vale! As tábuas de madeira comum e plástico formam ranhuras que servem de verdadeira casinha pras bactérias. A de bambu é muito mais duradoura e higiênica… a minha é da WMF.

10) Como tirar cheiro de cebola/alho de utensílios de plástico (ex: processador)

Você processou alho e depois que usar pra outra coisa, tipo fazer suco? Eu sofria com isso, porque adoro meu mini-processador da Black&Decker, mas achei que ele estava desenganado para sempre com esse cheiro. Que nada… coloca um suco de meio limão, uma colher de bicarbonato, água morna. Esfrega no recipiente, e lava normalmente! Acho que a reação base+ácido tem a ver com esse sucesso todo.

Bom, foi o que eu consegui lembrar… mas tem tantas coisas! Depois ainda cabe uma parte 2 ou 3… Aliás, estou me apaixonando por esse universo de coisinhas domésticas, daqui a pouco o site muda o nome pra Linda e Prendada. kkk Dividam suas dicas?!

Beijos!

29
dezembro
2012

Receita de cookies deliciosos

Postado por Ana em Ana de Casa

Vou dividir com vocês a receita dos “cookies oficiais para sempre” da minha família! A história é engraçada: minha irmã viu essa receita em uma revista Contigo no salão, há mais de um ano. É a receita da atriz Bruna di Túlio (diz-se que ela é cozinheira de mão-cheia). Eles começaram a aparecer na casa da minha irmã com certa frequência e eu fiquei completamente apaixonada. É super fácil de fazer e impossível de errar. Já dizia a Rita Lobo que o segredo da cozinha é ter medidores. Coincidência ou não, nunca mais estraguei uma receita desde que comprei.

Imprima fácil

Ingredientes

350g de chocolate meio amargo (usei duas barras de Lacta, que dá 340g)
– 2 gotas de essência de baunilha
– 1 ovo inteiro
– 1 xícara de chá de açúcar (usei o refinado, mas pode ser mascavo)
– meia xícara de chá de farinha de trigo
– uma xícara de chá de aveia
– uma colher de chá de fermento em pó
– 110g de manteiga (deixar na temperatura ambiente)

Modo de preparo

Corte o chocolate em pedaços pequenos e reserve. Em uma tigela grande, peneire a farinha. Adicione a aveia e a manteiga. Misture bem com as mãos (eu começo com um pão-duro, só pra não melecar muito). Fica igual uma farofa úmida, que quase não gruda na mão. Aí você adiciona o ovo, açúcar, fermento e a essência. Mistura tudo com as mãos de novo. Adicione o chocolate e misture com as mãos, para incorporar à massa. Aí você faz bolinhas pequenas (tamanho de uma noz), coloca numa fôrma estupidamente untada (ou papel de assar) e leva ao forno pré-aquecido 180 graus por 25 minutos (atenção: observe bem a primeira fornada, pode variar conforme o forno). Elas mais que dobram de tamanho, então é fundamental deixar um espação entre eles! Acaba dando umas 3 fornadas, se você não quiser que vire pizza de cookies (ver fim do post). Os meus 340g de chocolate foram coisa pra caramba, achei que ia sobrar. Mas no fim, consegui deixar tudo misturado. Acho que o segredo da receita é justamente que sempre ficam muitas gotas de chocolate em cada cookie.

Eles são di-vi-nos, de miar para a lua! Quem fizer me conte o que achou! Eu vou fazer outra fornada pro Reveillon! 🙂

Bloopers

Eu dei um update acima depois que a @natypanebianco me mostrou no instagram a pizza de cookies (acima) que tinha feito. :laugh: Eu já me acostumei a sempre dar muito espaço em receitas que levam fermento, então nem lembrei que poderia não ser óbvio. Outra coisa é que essa proporção de receita sempre ficou infalível no Brasil, mas aí fui fazer aqui na Alemanha e a massa ficou muito molhada, não-enrolável. Acho que foi porque o ovo é diferente, meio caipira, e maior. Se isso acontecer é só ir adicionando mais os ingredientes secos na mesma proporção da receita, até dar pra enrolar. E no forno elétrico só gastei 15 minutos.


Beijos!

11
janeiro
2012

Friesenkekse, biscoitinhos de vovó

Postado por Ana em Alemanha, Ana de Casa

O Natal ficou para trás, mas a comilança natalina não ! Apesar de biscoitos achocolatados e recheados serem uma delícia, para mim, viciantes mesmo são aqueles biscoitinhos caseiros. Daqueles levinhos de comer com café (aaai…) , sabe? Após fazer a quarta fornada em 2 semanas, resolvi compartilhar aqui a receita do meu favorito.

Os Friesenkekse são clássicos Plätzchen. Os Plätzchen são biscoitinhos natalinos que os alemães fazem questão de fazer no fim do ano. Aliás, natal lá é coisa séria. :laugh: Os conheci através da minha sogra (que é alemã) e faz fornadas todo mês de dezembro. Tradição !!

Ingredientes

– 200g de farinha de trigo
– 1 gema
– 70g de açúcar refinado
– 125g de manteiga
– 1 pacotinho de 10g de Açúcar Vanile
(no Brasil tem da Arcolor, mas acho que tem que ser ‘diluído’ em açúcar normal antes; Se for difícil de encontrar, também pode ser substituído por essência de baunilha ou preparado em casa, veja aqui)


Misturar tudo com mixer e com a mão, igual massa de modelar. Formar um rolo de 3 cm de diâmetro.

Revestimento

– Amêndoa doce picadinha
Hagelzucker ou “açúcar granizo/pérola”. Se não encontrar, pode substituir por cristal mesmo.
– 1 clara de ovo


Misturar numa fôrma aproximadamente 50g de amêndoa doce picadinha e 50g de Hagenzucker. Pincelar o rolo de massa com clara de ovo e rolar sobre os grãos.

Aí é só deixar 1 hora na geladeira e depois cortar em fatias fininhas (muito importante ser fininha, máximo 0,5cm).

Levar ao forno 180o até dourar (uns 17 minutos). Sai até meio molinho do forno, mas depois que esfria endurece.

São ótimos para colocar numa latinha decorada e dar de presente. Ficam fresquinhos e crocantes um tempão. Bom, vou lá comer os meus com um cafez.. quer dizer, um suquinho.

Beijos!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Página 12 de 14567891011121314