03
abril
2013

Salada no Pote (“Salad in a Jar”)

Postado por Ana em Ana de Casa, Dieta

Queria falar disso há algum tempo, agora que estou de férias tive um tempinho pra escrever! Eu já nem sei mais como, em minha perambulações internéticas, fui parar no ótimo blog de culinária/dicas Salad in a Jar.

Mas fato é que com ele aprendi uma coisa muito legal! Você prepara a alface e deixa prontinha e fresquinha pra semana inteira. É uma mão na roda pra quem não tem tempo (oi) e quer comer salada todos os dias. Ela também ensina sobre os molhinhos, complementos, que você pode deixar separados, e levar na sua frasqueira pra onde for. Encher a barriga de alface antes da refeição principal é também ótima estratégia pra quem está de dieta. Vou falar aqui só do principal, a “salada no pote”!

Pra começar, você pode até tentar com outras coisas, mas a coisa toda funciona mesmo é pra alface. Não sei o que acontece se misturar com outros vegetais. O princípio fundamental da coisa é usar vácuo! Você deve escolher a alface de sua preferência (eu gosto da Romana ou Americana), lavar como de praxe, picar como prefere e secar bastante, com aqueles rodadores de salada. Aí você coloca no pote de vidro, deixa o vácuo e deixa na geladeira. Se estavam frescas mesmo, duram crocantes e sem escurecer até 9 dias! Fora que evita o desperdício, já que com uma alface encho 4 potes.

Foi um pouco difícil adaptar o hábito à minha realidade brazuca, pois a tia é americana da gema, e pra ela algumas coisas foram taken for granted. Pra começar:

O pote

Não é o nosso pote comum. Eu tive que ver o vídeo e dar vários pauses para entender o tipo de pote de vidro que ela usa, pois nem entrou em detalhes. São os Mason Jars, tão corriqueiros nos EUA como pão-de-queijo em Minas. A diferença é que eles não têm a tampa única. A tampa é uma parte redonda lisa, ao redor da qual você coloca um anel, então por si só são potes mais selantes que os normais. Esse tipo de pote é fundamental pra fazer o vácuo, porque senão o adaptador não encaixa direito. Quando procurava no Google, li eles existem na Casa Triângulo e já foram vistos até no Extra. Como queria gastar pouco, fui direto à fonte americana, Amazon.com e comprei logo uma caixa enorme com 12 potes de boca larga (mais fácil de colocar a alface) da Ball, aliás super chamorsinhos “coisa americana dos anos 50” hehehe. Mandei entregar na Alemanha e levei uns pra BH. O que ela usa nos vídeos é gigante, dignos de alimentação bovina, então pra mim os menores já bastam de alface por dia!

O Vácuo

Aí existem mil opções de Vacuum Sealers. Tem aquelas máquinas meio caras, que algumas de vocês devem ter em casa. Quem já tem, só precisa comprar o adaptador pra boca larga (a máquina deve ter a saída pro adaptador). Mas boa mesmo foi a dica de comprar um mega econômico e portátil da Food Saver, até porque eu nem uso vácuo pra outras coisas. Só é meio chato de carregar (demora) e é pra 110V, o que é ok em BH, mas aqui tive que comprar um outro carregador pra 220V.

Comprei por 17 dólares na Amazon.com. Aí você precisa comprar também o adaptador pra boca larga (wide mouth) ou média, depende do pote que você tem.

Não precisa de cabo, você só tem que encaixar o adaptador no pote já fechado, colocar a maquininha em cima e apertar o botão por uns 10 segundos. Aí você coloca o anel da tampa em seguida.

Resumindo

Você compra a alface no domingo. Lava bonitinho, seca todinho. Corta como quiser e enfia nos potes. Retira o vácuo … e coloca na geladeira. O vídeo americano está aqui!

Meu consumo de salada aumentou 400% depois dessa!! Até aqui na Alemanha, mesmo com o tanto de porcaria que estou comendo, não deixo de comer pelo menos meio pote por dia… :laugh:

* devido a problemas técnicos as fotos são todas de celular, desculpem pela má qualidade

Beijos!

11
março
2013

Missoni Home

Postado por Ana em Ana de Casa

Eu já sabia que a Missoni, marca chique da estampa em zigue-zague, tinha uma linha para casa, a “Missoni Home“, mas só fui me interessar mesmo quando vi o quartinho da bebê da Dri Miller, em que ela usou a linha pra decorar o berço. Achei fofo e fui procurar mais! O que não quer dizer que vou sair decorando minha casa com Missoni, mas quem sabe um tapetinho um dia? :laugh:

O site tem os catálogos completos para download em PDF. Pra quem gosta, só acho que não dá pra exagerar, senão o ambiente dá até um pouco de náusea né?

Onde comprar? Além de lojas físicas em SP e Brasília (alguém sabe de mais alguma?), já vi pra vender no Ebay, e no meu amado Net a Porter (no momento sem estoque).

Beijos missônicos

18
fevereiro
2013

Top 10 dicas de cozinha

Postado por Ana em Ana de Casa

Eu sempre fui uma negação na cozinha, mas nos últimos anos, grande parte graças à internet, já evolui muito! E não é que estava reparando que já tenho até meus mini-hábitos? Coisinhas simples, que a maioria já deve saber, mas pra quem não souber, são diquinhas preciosas!

1) Como ver se o óleo está quente para fritar

Essa foi a primeira dica que aprendi na vida. Sabe quando você quer fritar pastel e se o óleo não tá muito quente ele fica muxibento? Deixe um palito de fósforo dentro, e ele acenderá sozinho (dá um sustinho) quando o óleo estiver quente o suficiente.

2) Como (quase) esterilizar potes de vidro

Você coloca água para ferver num panelão, aí quando estiver juntando as bolinhas na borda (não precisa ferver ao ponto de borbulhar) você coloca o(s) pote(s), tampa(s) e uma pinça de cozinha. Abaixa o fogo e deixa tudo lá por 5 minutos. Você retira a pinça (eu deixo a bundinha dela pra fora da água quente, pra pegar fácil) e a usa para pescar o pote e a tampa. Aí você os coloca pra secar sob um pano de prato limpo. Cientificamente, isso não é esterilizar (vai só ferver material cirúrgico pra você ver), mas serve bem os fins domésticos. Pra colocar tempeiro pronto em pote, geléia, salad in a jar (viciei) e por aí vai. Este vídeo mostra bem!

3) Como saber se a panela está quente o suficiente pra colocar a carne

Você chega a mão perto da parte de dentro panela (sem encostar, claro). Se não der para aguentar deixar a mão lá, é porque está quente o suficiente. Isso aprendi com a Rita Lobo e acho crucial, porque carne em panela fria perde água e fica dura. Inclusive, em algumas receitas (ex: strogonoff) ela sempre fala pra colocar metade da carne de cada vez, pra não esfriar a panela.

4) Como saber se o ovo não está velho

Velhinha, aprendi nas aulas de biologia. O ovo mais velho é mais leve, porque já perdeu mais água através da casca (acertei? rsrs) . Então você coloca em um pote ou copo de água, se afundar é porque está bom. Mas ainda assim é bom quebrar o ovo em um recipiente separado antes de jogar na receita. Dica extra para ovos: ao contrário do que fazemos com latas e alguns mantimentos, a gente nunca limpa o ovo antes de armazená-lo na geladeira, porque isso retira sua película protetora e favorece a contaminação.

5) Como chorar menos ao picar cebola

A cebola produz o gás que se dissolve na nossa lágrima e irrita a nossa conjuntiva ocular. Se você “oferecer” outro líquido à cebola para que seu gás se dissolva nele, sobra menos pros seus olhos. Deixo um filete de água correndo ao lado do lugar onde estou cortando a cebola. Não é 100% mas melhora muito! Você pode também usar uns bons óculos de natação né… hehehe

6) Como descascar um dente de alho em poucos segundos

Adoro ensinar isso pras pessoas e ouvir um “OOOOh…” :laugh: Eu adoro fazer um pãozinho de alho com queijo (que dá uns 13 dentes de alho na receita padrão), então isso me poupa um tempo danado! Pegue uma faca grande, de Chef, e mantenha acima do dente de alho, deitada. Dê um murro ou palmada forte na faca (deitada), com o alho embaixo. Veja como sai a casca inteira, muito mais fácil. Dica extra: pro gosto de alho não ficar muito forte, você tira um filetinho verde que tem no centro do dente!

7) Como cortar a cebola em cubinhos facilmente

Aprendi em um vídeo no Youtube há anos. É bem óbvio, mas pra quem ficava lutando pra cortar os cubinhos foi uma reviravolta na cozinha. :laugh: Achei um vídeo parecido com o que aprendi, mas faltou ela faltar que no início você corta a cebola em 2, passando pela raiz.

8 ) Como evitar bichos na farinha, aveia e feijão.

Não é unânime, mas aqui em casa até hoje funcionou muito bem! Para não ter a desagradável surpresa de encontrar bichinhos (carunchos) na farinha, aveia ou feijão (que aparecem mesmo se mantidos fechados), é só deixar uma ou mais folhas de louro dentro dos potes.

9) “Tupperware” de vidro e tábua de bambu

Sabe aqueles tupperware de plástico que ficam com aquele cheiro horrível e você nem consegue limpar direito? Yuck! Seus problemas acabaram! Muda pros potinhos de vidro, fia. Custa umas 30 dilmas cada, mas dura muito mais, é super higiênico, você pode ferver, não guarda cheiro. Os meus são da Glass Lock. Já a tábua de bambu é um investimento que vale! As tábuas de madeira comum e plástico formam ranhuras que servem de verdadeira casinha pras bactérias. A de bambu é muito mais duradoura e higiênica… a minha é da WMF.

10) Como tirar cheiro de cebola/alho de utensílios de plástico (ex: processador)

Você processou alho e depois que usar pra outra coisa, tipo fazer suco? Eu sofria com isso, porque adoro meu mini-processador da Black&Decker, mas achei que ele estava desenganado para sempre com esse cheiro. Que nada… coloca um suco de meio limão, uma colher de bicarbonato, água morna. Esfrega no recipiente, e lava normalmente! Acho que a reação base+ácido tem a ver com esse sucesso todo.

Bom, foi o que eu consegui lembrar… mas tem tantas coisas! Depois ainda cabe uma parte 2 ou 3… Aliás, estou me apaixonando por esse universo de coisinhas domésticas, daqui a pouco o site muda o nome pra Linda e Prendada. kkk Dividam suas dicas?!

Beijos!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Página 11 de 14567891011121314