29
abril
2014

Kate não pinta as unhas?

Postado por Ana em Alemanha, Celebs, Crônicas cosméticas, Unha

Eu vi muita gente criticando a Kate Middleton por não estar de unhas pintadas durante o seu “Tour” pela Oceania, onde era alvo de um milhão de fotos por minuto. “Mas ela é princesa, o que custa ir à manicure?“. Claro, as críticas vieram com maior furor de minhas compatriotas.

kate2

Para falar a verdade, no Brasil ou fora dele, ninguém tem nada a ver com a unha alheia, mas há também uma questão cultural que talvez muitas não conheçam. Na Europa, em especial aqui na Alemanha, noto que as mulheres não pintam as unhas nem para festas. No meu casamento até minha madrinha alemã não estava de unhas pintadas. Há sim algumas garotas que são muito vaidosas, pintam as unhas, usam muita make, delineadores pesados – geralmente são meninas mais novas, às quais os alemães se referem como “chicas” (se é uma denominação preconceituosa ou não, ainda estou investigando). Ou seja: o padrão por aqui é não se empetecar. É tido como “high class” não se empetecar. Eu, particularmente, prefiro me arrumar mais, mas o importante é parar de achar as pessoas piores só porque elas têm hábitos e costumes diferentes. Do ponto de vista do outro você pode ser uma perua-baranga enquanto SÓ você acha que está arrasando.

De novo em relação à Kate: o nível de importância que ela dá às unhas é tão grande (só que não) que olha como elas estavam marromenos no dia do noivado oficial, em que o mundo todo fotografava suas mãos.

fingerkate

Se fosse eu, ia estar usando Mavala há 6 meses sem falha e ia direto da manicure para a coletiva de imprensa. hahaha Bom pra ela, libertador! Eu vejo algumas blogueiras famosas que, quando estão no meio de uma viagem pro c* de Judas e aparecem com unha lascada no instagram são completamentes escrachadas nos comentários. Gente, isso é quase uma escravidão! Escrava de um pedaço de queratina véia ainda, aí não dá! Extremos não são saudáveis…

Vou contar um segredinho: eu estou quase desistindo de ter as unhas feitas e pintadas no dia-a-dia. Não se trata de “revolta” nem nada disso, é mais por praticidade mesmo – não digo virar Zé do Caixão. Mas estou pensando em mantê-las apenas curtinhas, hidratadas com Cerinha da Granado e lixadas. E fazê-las só quando eu tiver vontade mesmo, sem ser por obrigação de estar bonequinha. Já sei que unhas grandes e vermelhas não serão bem vistas no hospital; além disso, aqui eu coloco esmalte e não dura dois dias – banho muito quente e tarefas domésticas, talvez (e olha que tenho lava-louças) expliquem. Daí sinto que estou jogando meu tempo no lixo em ficar uns 50 minutos fazendo eu mesma minhas unhas + o tempo de mãos inutilizadas enquanto elas secam, para depois não durar nada, ainda por cima em uma sociedade em que não dão a menor bola para isso. Claro que quando surgir uma festinha ou evento especial não vou resistir – afinal, soy chica latina. Para constar: manicure aqui é mais caro mas não é impagável igual falam por aí, o problema é você pagar mais caro para fazerem suas unhas pior do que você faria, sem tirar cutículas e tal 🙂

Maaaaas… se aparecer uma manicure brasileira aqui na esquina, esqueçam o parágrafo acima! 🙂

O que vocês acham disso tudo?

Beijos!

01
abril
2014

Lencinhos removedores de esmalte – Ricca

Postado por Ana em Unha

Esses lencinhos removedores de esmalte já existem há alguns anos. Os mais famosos são da Océane e Ricca. Eu nunca tinha testado porque sempre tive um removedor clássico e algodão à mão. Daí comprei uns lencinhos da Ricca para a caixa de Toalete do casamento (e ninguém usou claro hehe). Então precisei tirar meu esmalte domingo e estava sem removedor aqui em casa… tchanan, oportunidade de teste!

ricca

Eu fiquei meio decepcionada. Achava que os lencinhos eram tipo bem embebidos em removedor, e que um lencinho já removeria facilmente esmalte de algumas unhas. Só que tive a maior dificuldade… Eu usei um lencinho por unha, sendo que estava de esmalte claro. Tinha que apertar e esfregar muito, achei bem difícil remover. Fiquei aqui pensando se ele dá conta de tirar um esmalte vermelhão, por exemplo. Depois de usar tem que lavar a mão, porque é oleoso. O cheiro é fraquinho e agradável.

ricca2

Não acho que é “pra jogar fora” não. Mas é tipo pra deixar na bolsa para emergência mesmo, porque é muito mais prático e seguro de carregar do que acetona + algodão. Mas, por outro lado, não se compara a eficiência de um com outro, do jeito clássico você tira muito mais rápido. E uma notícia boa é que os lencinhos não são caros, custam em média 5 reais.

ratericca

Será que os da Océane são melhores? Se bem que não tenho vontade de experimentar nada dessa marca (Océane) depois de uma polêmica de alguns anos atrás (veja aqui). Eu tenho pânico de marca que não sabe lidar com o consumidor.

P.S: doida para chegar na Alemanha e me reencontrar com minha câmera de verdade!!! 🙂

Beijos!

04
dezembro
2013

Decepção em forma de gel coat

Postado por Ana em Unha

O meu sonho atualmente é fazer a unha e ela durar alguns dias sem descascar. Sério mesmo, meu esmalte rarissimamente está ficando inteiro por 3 dias. Quem dirá uma semana! Se eu fosse ficar em BH, com certeza ia começar a fazer unhas de gel – ainda que sejam mais caras, demoradas pra fazer no dia e só possam ser removidas no salão, acho super que compensa. Quinze dias sem preocupar com esmalte, que sonho né?! Bom, mas já que não dá, estava muito animada com uma coisa que vi na internet: coberturas em gel. Não uma unha em gel caseira em si, mas um produto que você passa para aumentar muito a durabilidade (sic). Na verdade, ainda estou animada: tem um produtinho chamado Gelous, da American Classics, que parece ser ótimo: você passa durante e após a manicure e dizem que o esmalte dura mais de uma semana, sendo que você remove em casa, normalmente. A questão é que não consegui comprá-lo, nem na internet. Encomendei pra minha cunhada que tá indo pros EUA e fico aqui torcendo pra ela achar.

Quem não tem cão caça com gato, né? Fui pesquisar outras opções e vi essa da Dior.

dior1

O preço foi Dior-compatível, 70 reais na Época Cosméticos. Ele deve ser passado sobre o esmalte já seco…Fiz minha unha no salão (cor: Nude da Colorama), e algumas horas depois apliquei o produto. Ele manda colocar uma gota generosa; já deu pra ver que não é um produto que dura muito, se em cada unha você põe um gotão… A aparência imediata achei bem normal, como se tivesse passado qualquer outro top coat. O chato é que ele forma uma crosta esbranquiçada onde cai no dedo, então você tem que limpar os cantinhos de noooovo depois que ele seca, senão não fica bom. E também acho que ele enfeiou o esmalte onde acumulou (ver dia 2 nas fotos). Fui registrando então minhas unhas todos os dias pra postar aqui.

diortime

O esmalte desgringolou de vez no quinto dia de manhã, lascaram quase todas as pontas. Pro meu padrão atual, achei que ele segurou um pouquinhozinho de nada. Acho que sem ele teria durado uns 3 dias. Um adendo é que ele dificultou (mas nada demais) a retirada do esmalte, tive que colocar mais força no removedor.

Aí pude então finalmente fazer a segunda parte do teste, que é a que mais me interessa, ver como ele funcionaria com minhas próprias (faltas de) habilidades manicurísticas. Fiz tudo o que pude pro esmalte durar mais: camadas finas, limpei pontinhas. Foi esse Too too hot da Essie.

diorcoat2

E não é que hoje, no segundo dia, as pontinhas começaram a descascar? Tá que eu não sou boa manicure, mas procuro justamente um produto que me ame por quem eu sou!!! kkkk Suspendi o teste, já sabendo que infelizmente o produto não foi o que eu imaginava. Setenta reais pra manicure durar talvez uma miséria a mais, dar mais trabalho pra passar e pra tirar? Sem chance, next!! Se eu conseguir o Gelous conto dele aqui no blog depois, ok?

lcratedior

Beijos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Página 7 de 193456789101112