12
julho
2016

Finalmente testei esmalte em gel

Postado por Ana em Unha

Perguntei pra minha ótima manicure em BH se ela fazia, ela disse que sim e voilà, resolvi testar antes de voltar pra cá. Como esmaltes em gel são bem menos amados no Brasil, pela facilidade de acesso a manicure boa e barata por lá, logo percebi que ela não fazia muito e até ajudei a traduzir as instruções nos rótulos, de ordem de passagem, que estavam meio esquecidos em sua memória. O esmalte tinha a cor muito fraca e precisamos de 3 camadas pra ficar bom, e mesmo assim não ficou forte como o tradicional. O esmalte em gel exige uma competência extra da manicure, porque não tem aquilo de passar removedor nos cantinhos nos cantos. Tem que mirar na unha mesmo e no máximo tirar o excesso com palito na hora. Minha manicure é muito boa e conseguiu um ótimo efeito (apesar da tradicional ficar um pouco mais bonita), não encolheu nem nada e os cantos ficaram bem limpos.

gel1

Fiquei 10 dias com as unhas da mão direita intactas, sendo que sobreviveram à viagem de volta (viagem costuma destruir minhas unhas, sei lá o porquê). Depois disso, alguns pedaços começaram a sair. A mão esquerda continuou 100%, mas daí tive que tirar. Foi um tanto quanto interessante observar o esmalte lindinho ao longo da semana de trabalho, sobrevivendo aos meus banhos quentes, com o brilho inalterado e sem aqueles risquinhos de desgaste. Achei que duraria mais, mas ainda assim cheguei a achar que ia fazer pra sempre o tal do gel. Até ter que tirar… ainda comprei esse removedor dito “forte, próprio pra gel e glitter” na DM, que na verdade contém acetona mesmo.

gelp2

Tem que deixar naquele esquema: embeber um algodãozinho, colocar papel laminado, deixar agir uns 10 minutos. Precisei da ajuda do marido pra colocar na mão direita (pois a esquerda já estava com o papel alumínio e não quis gastar o dobro do tempo). Daí depois você pega a espátula de manicure e tira. Ficou bem soltinho e molinho com o procedimento que descrevi, mas usar a espátula me deixou meio incomodada. No fim das contas, ainda achei meio agressivo. Parecia que ia tirando algumas lamelas da unha, sabe? Deve ser por isso que algumas pessoas ficam com problemas como ondulações depois. Fora que eu fico muito angustiada de ficar 10 minutos sem usar nas mãos. E demora, né? Não é uma coisa que você faz antes de ir pro trabalho.

Decidi então que, no fim das contas, não viraria adepta. Maaaaas que sim, quero fazer vez ou outra. No caso, aqui! Daqui a umas semanas quando tiver com s*co faço por aqui de novo. Descobri que tem um salão no prédio da minha academia e nem tem que marcar horário. Vai ser aliás minha primeira experiência em manicure aqui, quando fizer claro que vou contar como foi!

Beijos!

29
abril
2016

Fazendo as unhas em casa – meus produtos queridinhos

Postado por Ana em Unha

Eu não faço as unhas tão bem quanto minha manicure em BH, mas estou bem satisfeita com minhas habilidades adquiridas. Comecei a tentar em 2009 e até então eu era zerola total. Me esforcei muito! Teve épocas em que até mesmo em BH eu parei de fazer no salão. Atualmente, ir pra BH e não aproveitar a “Grazi” é quase uma blasfêmia. Mas aqui na Alemanha eu nunca fiz unha no salão e acho que só iria pro caso de tentar em gel. Marcar horário, lixadas esquisitas, sem tirar cutícula, talvez sem limpar direito e pagando pelo menos 10 euros? Tô fora! Dependendo do esmalte não gasto nem uma hora pra pé e mão. E em casa eu otimizo meu tempo, ou seja, muitas vezes já saio do banho e tiro as cutículas para aproveitar que estão molinhas. Às vezes faço quase tudo num dia e deixo pra pintar no seguinte e por aí vai. 🙂 A seguir os produtinhos que me auxiliam em cada etapa nesse processo.

1) Tenho deixado as unhas relativamente curtas por causa do trabalho, então não estou usando o Mavala. Mas quando me dá vibe de unhas grandes (a.k.a férias, rs) ele continua sendo meu queridinho após anos! Uma vez por semana é o suficiente. Daí, depois eu lixo com as lixas da Ricca. Trago do Brasil mesmo, esse tipo de dois lados é minha favorita. Diminuo o tamanho com a parte amarela e finalizo com a branca!

esmaltelixaepalito

esmaltesallymavalaapricot

2) Daí pra amolecer as cutículas, meu produto favorito é o Instant Cuticle Remover da Sally Hansen (post aqui) – principalmente quando o tempo tá curto. Age uns segundos e já amolece bem. Se estou com mais tempo coloco algum creminho da p2 (vende nas lojas DM na Alemanha) e deixo na água morninha! Mas, sinceramente, qualquer creminho é a mesma coisa.

3) Então vem uma parte muito importante que às vezes é subestimada: empurrar bem as cutículas. Ainda que você não vá tirá-las, já fica beeeem melhor se fizer isso ao menos. Se usei o Sally Hansen, só de empurrar já sai um monte. Tem uns 6 meses que uso esse da Tweezerman, acho ele muito bom – e tem um lado rombo pra tirar sujeitinhas de baixo da unha também, hehehe.

esmalteempurrador

4) Daí é a hora de tirar as cutículas. Eu bem que tentei há uns anos ficar sem mas desculpem, não consigo! 🙁 Tenho sorte de ir com frequência boa ao Brasil, então rola um escambo de alicates amolados. Minha irmã deixa dois amolando pra mim e daí eu levo dois cegos ! A amolação dura 6 meses tranquilamente! Ah, just for the record, a maioria dos alicates daqui, inclusive os caros da Tweezerman (já comprei) não são adequados pra nossa manicure cuticulófaga brasileira, a ponta é diferente, mais pra tirar pelinha sabe? Levei pra minha manicure amolar e ela disse que ele era imprestável. hehehhe Se não me engano, esses são da Mundial.

esmaltealicate

5) Depois, uma coisa que recentemente descobri ser crucial: tirar qualquer resíduo de qualquer coisa antes de passar o esmalte. Isso aumenta a durabilidade! Pra isso uso esse cleanser da Essence que veio naquele fracassado kit de esmalte em gel. Acho que qualquer álcool cumpre esse papel!

esmaltecleanser

6) A base eu sempre tenho da Risqué ou Colorama brazucas. Sou apegada, hehe. Uma opção boa que tem por aqui é essa fortalecedora da Maybelline. Às vezes o tipo de esmalte faz pular esse processo, igual os da Sally Hansen que tenho usado muito atualmente!

esmaltebases

7) A seguir passo o esmalte, sempre duas camadas. Aliás, olha como tenho poucos esmaltes atualmente! 🙂 #orgulhodenãoseracumuladora Após cada “passada” eu já passo o palito nos cantinhos. Os palitos são da Ricca de madeira escura (bananeira).. Aqui tem palitos também pra vender, claro. Os que comprei até então não gostei muito (não comprem os fraquinhos de madeira clara!) então trago do Brasil, já que não ocupa espaço quase nenhum!

esmalteesmaltes

8) Depois que secou um pouquinho, passo o top coat. Há anos uso os “roxinhos” para essa função. Pode ser da Colorama, Risqué, Avon… amo ! Tento acertar a mira com o top coat, pra não ficar difícil de limpar os cantos. Se eu não passo top coat meu esmalte não dura nem 24h!

esmalteroxinhos

9) Daí limpo os cantinhos com pauzinho de bananeira + algodão + removedor. Ultimamente tenho usado esse removedor da p2 – é ótimo e já vem com esse porta-removedor prático.

esmalteremovedor

10) Etapa fundamental, até porque faço as unhas à noite com certa frequência: SPRAY secante! Olha, aqui tem uns pra vender, mas nenhum se compara em custo-benefício com os nossos do Brasilsilsil! Tenho esses (e outras unidades estocadas hahaha). O da Risqué um trem de bão, acho que só comprarei ele agora.

esmaltesecante

E vocês, também têm o hábito de fazer as próprias unhas? Quais produtos gostam?

PS: Gente, o post das espadrilhas que saiu erroneamente depois desse era rascunho e pra outro dia, tá?! hahaha

Beijos!

13
abril
2016

Testei: esmaltes Miracle Gel da Sally Hansen

Postado por Ana em Unha

Eu vinha evitando comprar esmaltes pra não vê-los ficando grossos e velhos. Não é toda semana que tenho tempo de pintar as unhas e tem toda a lojística de limpar a casa, fazer marmitas antes das unhas e essas coisas de gente comum que vocês conhecem! 🙁 Estava realmente com pouquíssimos, mas nos últimos meses voltei a ter um pouco de “mania de unha” e andei comprando um aqui e ali. Eu tenho problema sério com durabilidade do esmalte, vocês sabem, e já testei de tudo um pouco. Quer dizer, quase tudo. Não testei a unha em gel em si ainda, porque tenho medo desse “comprometimento” com salão pros lados de cá. Isso de ter que ir pro salão pra tirar me desagrada um bocado… Alguns relatos de unhas sofridas pós-gel (ondulações estranhas, etc) também me desanimam. Uma amiga minha em BH faz há um tempão e fala que é a melhor coisa do mundo, então não descartei experimentar não. Enquanto isso nÃo acontece, vivo experimentando alternativas. TODOS os análogos “faça gel você mesma” que experimentei até hoje nem fizeram cosquinha na durabilidade de uma unha de gel “verdadeira” (que aparentemente nem descasca). Já teve o fiasco das “unhas de gel da Essence“, passando pelo outro fiasco do “top coat em gel” da Dior, até o Gelous que é bom mas longe de ser gel de verdade.

sally1Cor “Dig Fig” e o top coat, que parece preto mas é transparente

Já testei muita coisa, viu? Com a expectativa lá embaixo eu comprei alguns da linha “Sally Hansen Miracle Gel” pra testar. Eles dizem que é “gel sem a luz” e que dura até 14 dias. Já vou adiantar: NÃO é igual esmalte em gel “de verdade” e, provavelmente, em 99% de pessoas de vida normal isso não vai durar 14 dias! Mas não quer dizer que não gostei. 🙂

Como usar

Você “pula” a base e aplica o esmalte direto! Uma etapa a menos é sempre bom, né? Daí passa a segunda camada, e por fim o “top coat” da linha, que é preto por fora mas normal por dentro! Eu já usei com top coat de glitter e não vi diferença na durabilidade.

sally2 Esse se chama Terra-Coppa .

Preço e onde comprei

Comprei na DM, pra variar, e estava meio salgado: uns 10 euros (40 dilmas, ai) cada. Mas era promoção leve 3 e pague 2, então ficou mais barato (levei 2 cores e 1 topcoat)! Acho que não vende no Brasil, me corrijam se eu estiver enganada!

E para tirar?

A promessa é que seja normal pra tirar. MAS quando passei o vermelho pela primeira vez, entrei em pânico porque o removedor que sempre usAVA (esse, da linha própria da DM) nem fez cócegas. No desespero parti pro outro que tinha (esse da P2) e daí saiu facilmente. Com isso aprendi que o removedor da DM é pior que a média e que o esmalte PODE ser difícil de tirar, caso você também tenha um removedor ruim em casa!

Conclusão

Achei a durabilidade parecida com a do Gelous – que também dura cerca de 5 dias na minha unha
– mas com muito menos trabalho (inclusive menos trabalho de comprar, pois encomendar o Gealous foi um parto). Depende da cor que você compra – achei o vermelhão um trabalho de muita paciência pra limpar, e ele descascou com 5 dias. Já o cintilantezinho-glitteroso é uma nova bênção na minha vida, pois dá zero trabalho de passar e limpar e dura uma semana. Fora que quando descasca mal dá pra ver! O efeito em si é normal, brilhante e tals, sem aquele encolhimento MEDONHO do kit da Essence e do Dior Top Coat!

lcrate4

E vocês? Qual esmalte mais dura? Recomendam unha de gel “verdadeira”?

Beijos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Página 3 de 1912345678910