25
agosto
2018

Meus protetores solares do momento

Postado por Ana em Beleza, Pele

A cada vez que vou pro Brasil, a quantidade de produtos que eu trago de lá diminui. A gente acaba vendo que quase tudo é encontrável ou substituível aqui. Atualmente, trago alicates de cutícula amolados, Óleo Dersani … e só! Eu até uns 2 anos ainda trazia o desodorante Lisoform (uma bomba, para emergências, hehehe) e o Rinofluimucil, mas o primeiro não encontro mais e o segundo mudou totalmente (era a melhor coisa ever para desobstruir o nariz em gripe, saudades). Uma coisa que sempre trazia aos montes até um tempo atrás era o meu protetor solar favorito, o Actif Unify 60 da Minesol. Foram muitos anos até eu achar um protetor com o qual me identificasse totalmente: sequinho (pele oleosa), que não intereferia na maquiagem, sem cheiro forte! A consistência era perfeita. Fiquei chocada quando o comprei em BH no início do ano: era o mesmo nome, mas mudaram alguma coisa, ficou totalmente diferente. Achei péssimo! R.I.P!

No ano passado, quando estava sem meu estoque de Minesol, pedi no finado Snapchat uma dica de algum parecido. Alguém me indicou o Idéal Soleil da Vichy (toucher sec) e eu gostei bastante. Não me dá acne, fica sequinho, não interfere na make e o cheiro ainda é discreto. Sinceramente, ainda preferia levemente o Minesol, mas fazer o que né? Então tenho me virado bem com ele há mais de um ano e estou bem satisfeita. Eu tenho olhos muito sensíveis, então é muito importante que não seja daqueles que você encosta a mão no olho e quase sai dando pirueta de dor. Mas óbvio que não aplico no olho, né. he he he Lembrando: minha pele é muito oleosa!

Meu protetor solar pro rosto

Paralelamente estava querendo um protetor bem forte , para situações de sol extremo. Daí li muitas resenhas do Neutrogena Ultrasheer Dry Touch FPS 100 e encomendei 4 e depois mais 4 na Amazon.com! Chegou rápido das duas vezes, sem taxa. Quando acabarem vou encomendar esse (igual mas de 85 FPS) que tem na Amazon.de. Eu sei que FPS 100 na prática não traz muito mais vantagens que um de 50/60, mas o efeito psicológico da coisa? ahahaaha Eu gostei muito desse também, mas teve um enorme porém: em algum momento do dia, se, sei lá, coçava os olhos, de alguma forma entrava esse protetor no meu olho e JESUS. Eu não sabia nem mais meu nome. Ardia demais. E você tá lá maquiada e tudo que quer é enfiar sua cara num balde d’água, MÉCFAZ? Por causa disso, só o uso no corpo mesmo. Abusei dele no verão agora na Itália, mas no dia-a-dia só o uso nos braços, que é o que costuma ficar exposto (por enquanto). Falando em protetor da Neutrogena, eu amava o Fresh Cooling em spray pro corpo, mas acho meio difícil de achar.

Protetor pro corpo

A última descoberta foi meio acidental. Eu queria levar um protetor em spray para ficar reaplicando nas férias na Itália. Daí vi esse da Garnier Sensitive Expert na DM (paguei quase 6 euros) e levei. Quando cheguei em casa, vi que era um sprayzinho pro rosto. Mas li no rótulo “não comedogênico, pode ser aplicado sobre a maquiagem” e ainda dá uma hidratada. Nossa, eu sempre quis um desse e não sabia, hahaha! Ficava sem saber como reaplicar o protetor no meio do dia. Acabava no máximo passando um pó com protetor em cima (tipo esse da Shiseido), mas mais na zona T mesmo! Uma coisa é ir pra casa na hora do almoço, lavar o rosto, etc. Mas eu continuo no trabalho e quero continuar com a cara digna. Então é só fechar os olhos e aplicar. Realmente não estraga a make e não tive problemas de oleosidade. Eu sou bem sensível a coisas em spray, então prendo a respiração por uns 10 segundos até a nuvem passar. hehehehe Então, esse é atualmente meu spray de retocar durante o dia, se estou de make! Esse costuma ficar na minha bolsa de trabalho!

Protetor pra reaplicar no rosto, sobre a maquiagem

É isso, esse é meu dream team. Que fique claro: minha genética de pele é horrível. Mas tudo seria bem pior sem eles. 🙂 Meu marido não usa protetor solar no dia-a-dia (eu brigo, brigo, brigo, mas não adianta) e não tem uma manchinha. Sei que a saúde vai além das manchas, but still, mundo cruel. Se você não usa, fiz um post em 2014 que pode te ajudar: Como se convencer a usar protetor solar todos os dias.

Ah, a minha ordem é sempre: lavar a pele, produtos de pele, protetor solar e então maquiagem. Nunca gostei de protetores com cor, mas uso a base por cima e a cor oferece uma proteção adicional!

E vocês, têm alguma dica? Por favor me sigam se vocês acham no Brasil, onde, quanto – ajuda as outras leitoras.

Beijos!

24
junho
2018

Testei o esmalte da rainha … acho!

Postado por Ana em Unha

Foi quando li reportagens sobre o casamento da Meghan Markle e do príncipe Harry que li a informação que o esmalte que ela usou naquele dia também é o “esmalte oficial” da rainha Elizabeth II desde 1989! É o Ballett Slippers da marca inglesa Essie.

Unhas da Meghan no casamento

Aqui na Alemanha acabo comprando esmaltes da Essie com certa frequência. Quando o último esvaziou (sim, estou nessa vibe minimalista) e procurava outro clarinho para passar, me lembrei dele.

vou mostrar assim de longe pra vocês me acharem boa manicure,rs

Achei super parecido com o nosso Rendinha! Inclusive a dificuldade de passar é a mesma: em mãos amadoras, como mancha. Puxa, bem difícil de passar. Só consegui deixar “usável” passando três camadas, que é algo que quase nunca faço. A rainha, pelas fotos que vi, com certeza não usa mais que uma. Isso se ela sequer usa esmalte. Para ser sincera, fui no Google e só achei fotos da rainha em que parece que ou ela está SEM esmalte ou com apenas uma camada. Ou de luva, claro. Ao ponto de eu desconfiar que tem algum gênio de Marketing escondido na Essie, que espalhou essa informação para milhares de revistas no mundo. kkkkk

Vocês estão enxergando esmalte aí???? Todas as fotos são de reportagens sobre o esmalte da rainha. EU, HEIN!?

Mas sério… eu não consegui achar UMA foto em que a mão da rainha mostra descaradamente o uso de um esmalte.

Será que fui vítima de fake news? lol! Bom, foi legal experimentar e me sentir rainha por 5 minutos (antes de eu me dirigir à tábua de passar roupas, kkkkk) mas sinceramente prefiro comprar clarinhos mais fáceis de passar. Até porque estou desconfiando que a rainha nem usa esmalte! hahahaha

Beijos

22
junho
2018

Depilando sozinha em casa com a pasta de açúcar da Veet (Veet Zuckerpaste)

Postado por Ana em Beleza, Geral

Em agosto de 2015 postei aqui sobre minha recém-conquistada independência depilatória. Graças a Deus! Fiz as contas e sabem quanto dinheiro eu economizei com depilação desde então? Contando uma depilação por mês com a técnica Sugaring + gorjeta aqui na minha cidade (34 meses x 50 euros) foram 1700 euros (uns 7 mil reais!!!!) que deixei de gastar com salão. Fora as outras inúmeras vantagens: faço em casa, quando tenho tempo, não dependo da agenda lotada do lugar, não preciso esperar crescer tudo de novo para “valer a pena” ir ao salão, etc. Ainda tenho e continuo usando o mesmo Veet Spa Wax daquele ano, continua funcionando perfeitamente bem. Mas já faz vários meses que comecei a usar também outro produto da Veet – desta vez é uma pasta de açúcar, aqui se chama Veet Zuckerpaste! Nada mais é que o método Sugaring, que já tinha testado aqui no salão.

Como funciona

É um pote de plástico com a pasta dura dentro. Você tira a tampa do potinho e leva ao microondas no tempo indicado nas instruções (potinho cheio: 850W por 45 segundos). Mistura com a espátula que vem com ele, deixa esfriar uns minutos. Daí você testa a temperatura com a espátula: TEORICAMENTE se aparece um quadrado azul na nela é que a temperatura está ok para uso. Se aparece o NO! é porque está quente demais. Você aplica uma tira fina da pasta com a espátula na parte desejada do corpo (tem indicado qual parte da espátula usar para cada lugar), aplica uma das tiras (vem com algumas) em cima e puxa – preferencialmente contra o sentido do pelo, rápido e paralelo e rente à pele.

Muito quente X Temperatura ótima… mas só na teoria, viu. Vide texto abaixo.

Vantagens em relação ao Veet Spa Wax:

Curva de aprendizado BEM mais tranquila que com o Veet Spa Wax.
Dói MUITO menos e puxa muito mais pelos de uma vez. E igualmente pela raiz, mesma durabilidade. Ou seja, uma vez iniciado o processo é BEM mais rápido. Eu já tinha percebido que Sugaring dói menos na depilação com Sugaring que fiz aqui no salão. Contei na época a experiência aqui.
– Faz muito menos bagunça, porque a pasta é totalmente solúvel em água morna. Você pode guardar a espátula limpinha, limpar as bordas do pote sem maiores problemas. Limpo com toalhinha ou papel higiênico embebido em água quente, pra não correr de cair água dentro e diluir a cera. Se cair na toalha, no problem. Sai normalmente quando você lavar a toalha. Se você jogar as tiras fora (recomendo), faz zero bagunça.

Tudo limpinho após o uso.

– Pelo motivo acima, você pula a principal “complicação” do Veet Spa Wax: se der um puxão errado, emergência e tals você pode “abandonar” aquela tentativa simplesmente lavando com água morna. Seca e recomeça. O Veet Spa Wax você só limpa com óleo (uso o óleo Dersani) e é difícil – e se gruda tipo na toalha, etc, você quase que nunca mais limpa a toalha hahaha. E se a cera do Spax Wax arrebenta no meio da puxada é um Deus nos acuda. Suo aqui só de pensar na dor de retomar do “meio”, kkkkk.

O aspecto do meu Spax Wax após quase 3 anos – guardo assim mesmo, nem tente limpar, rs

– Por a pasta ser solúvel , se quiser você pode lavar e reaproveitar as tiras. Mas já aviso que SAI DESSA VIDA hahaha, não vale o trabalho (principalmente porque né, pêlos na pia??) e é melhor comprar 100 tiras por 1 euro no ebay tipo aqui! 😉
– O cheiro é ótimo, dá vontade de comer.

Desvantagens em relaçÃo ao Veet Spa Wax:

O controle da temperatura é BEM falho. Então existe o risco de se queimar (que não existe no Spa Wax) se você estiver distraída. Ele vem com uma espátula que indica se está quente demais para usar. Aparece NO! na ponta quando está muito quente. O problema é que pelo menos comigo, mesmo seguindo as instruções, o NO! sempre aparece e tipo só some quando ela já está ficando dura de novo. Mesmo você soprando, deixando-a de fora um tempo…. Acho isso bem chato e demora até ficar na temperatura ideal. O jeito é esperar uns minutos e testar na perna antes. Porque se for esperar o NO! sumir ….. Já o Veet Spa Wax não te dá dor de cabeça nenhuma com a temperatura – ela fica ideal o tempo todo a partir do ponto em que as pastilhas derretem.
– Puxar a tira contra o nascimento dos pelos com a tira é mais difícil, acho que vocês podem imaginar. Pela posição mesmo. Mas percebi que mesmo se eu puxo “a favor” do crescimento dos pelos, desde que passando rente à pele, paralelo e rápido, acaba funcionando também. Uma dica é cortar as tiras ao meio, pelo menos para a depilação de bikini! 🙂
– Precisa de tiras para puxar a pasta, ao contrário do Spax Wax que é “auto-puxante”. 🙂

Onde comprei e quanto paguei

Compro na DM, aqui na Alemanha, custa uns 8 euros. Não achei esse produto no site da Veet Brasil. Será que não tem? Se alguém souber se tem no Brasil me avisa que atualizo aqui.

Conclusão:

Atualmente tenho usado os dois juntos. Preparo a pasta de açúcar e ligo o Spa Wax. As áreas mais tensas e sofridas começo tirando com a pasta de açúcar porque é MUITO mais rápido e dói muito menos. Depois dou uma refinada com o Spa Wax. Mas se tiver que escolher um dos dois, achei a pasta de açúcar bem melhor. Só têm que melhorar essa coisa da temperatura aí. Para mim, está aprovadíssimo!

Beijos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Página 2 de 12512345678910