25
abril
2015

Testei – curvex aquecido Ardell (heated eyelash curler)

Postado por Ana em Maquiagem

Tô viva, tchurma! Muita dificuldade para ter tempo de postar algo novo, mas vou tentando o melhor que eu posso… 🙁 Bom, vocês não imaginam a minha alegria ao descobrir que as lojas Douglas (muito numerosas por aqui) têm um cantinho da Ardell. Para quem não sabe, a Ardell é uma ótima marca de cílios postiços – gosto mais que MAC e é mais barata. Só tinha tido cílios da Ardell em 2011 (postei aqui), mas na época comprei em algum site xingling e depois não tinha facilidade de encontrar.

Pois minha alegria era tanta e – vejam vocês – era um sábado ensolarado em que estavam dando espumante de graça na loja – que acabei levando várias coisas por tabela: dentre elas, o aplicador de cílios da marca (depois posto sobre ele) e … um curvex aquecido!

curvex1

Como eu postei aqui, curvex aquecido é algo para de vez em nunca. Só que é inegável que o efeito de um Shu Uemura + secador de cabelos é algo maravilhoso. Fica muito power, mas reservo para dias bem especiais – e tem que usar com MUITO cuidado para não queimar! Eu resolvi comprar esse da Ardell não foi só por causa da bebida, haha. É porque dizem que aquecer o curvex faz sua borrachinha estragar mais rápido, daí quis poupar meu Shu do estresse.

Olha, quando abri a embalagem já imaginei o que estava por vir: sabe aquele material leve, vagabundo? Tudo de plástico, nem um metalzinho … Pois bem, ele funciona com 2 pilhas AA. Você puxa o gatilho para cima e espera até a borrachinha (que é rosa) ficar branca – daí significa que está pronto. Se você toca o dedo nesse hora já imagina que não vai ser grandes coisas – achei o aquecimento muito fraco (e tentei com diferentes pilhas).

curvex2

curvex3

Daí você aplica aos cílios e olha – o decepcionante. Tentei ao longo de vários dias: morri de apertar, puxei. Sacrifiquei pelo menos umas 5 grândulas de Zeis em cada olho pela ciência do blog!!!! Mas nossa – faz zero sentido comprar, como explico abaixo.

curvex4

Óbvio que o efeito com o Ardell é melhor que nada, porque meus cílios naturais são tão retos que nem aparecem, hehe. Só que o efeito que consigo com o Ardell é menor do que com o Shu Uemura sem aquecimento (não tirei foto) e muito menor do que com o Shu aquecido. Na verdade, com o curvex normal meus cílios encostam no ossinho da sobrancelha, talvez não faça muita diferença na foto, porque sou péssima fotógrafa, mas ao vivo é gritante. Logo, melhor reservar um curvex mais velho só para usar com secador. E, repito, só suuuuuper de vez em quando!

Paguei 8 euros (~30 dilmas) na Douglas.

lcrate0

Para ser justa – no MakeUpAlley tem várias reviews positivas – sei lá, não consigo entender. Alguém já usou e teve uma experiência diferente?

Beijos da blogueira que vai morrer sem ganhar jabá!

01
abril
2015

Testei: HD microfinish powder da Make Up Forever

Postado por Ana em Maquiagem

Eu realmente NUNCA quis comprar um desses “pozinhos soltos” de finalização. Várias marcas têm, com destaque para esse “HD microfinish powder da MUFE” e do “Prep + Prime transparent finish powder da MAC“. Sabem por que nunca tive vontade? Porque eles são responsáveis pelos “desastres” abaixo:

celebs

O detalhe é que os maquiadores e as celebs não estavam malucos. É porque esse tipo de zica só aparece quando o flash bate na sua cara. Olhando normal, você jura que está ótimo. Você, noiva, já imaginou sair assim em todas as fotos do casamento? Por isso, mesmo sem usar esses produtos, recomendo dar uma flashada na cara antes de ir pra festa, pode ser com o flash do celular mesmo.

mircofinish1

micro2

Mês passado eu ganhei uma amostra grátis da MUFE que é super generosa, até achei que tinham enviado o produto completo por engano. Então usei algumas vezes para ver qual é! Olha, gostei bastante da finalização que ele dá na maquiagem. Deixa a pele aveludada, parece que corrige algumas imperfeições da maquiagem, deixa bem mais uniforme. Só que ele tem um GRANDE problema que para mim já seria empecilho para a compra: ele faz uma bagunça, mas uma bagunça que vocês não conseguem imaginar. É pó pra tudo quanto é lado. Fui fazer esse post e até agora minha câmera está cheia de pó. Sei lá, como eu que limpo minhas coisas, não vale a pena pra mim.

microfinish2

Mas e o “teste do flash“? Olha, tentei aplicar com um pincel gordo da mesma forma que aplico MAC blot, Météorites ou qualquer outro pó. E o que aconteceu:

microfinish3


Teste do flash positivo
! Sem o flash não dava para ver nenhuma “branquice” mal espalhada no rosto. Então, realmente, tem que ter cuidado. Óbvio que depois caprichando mais na “espalhada” esse problema se corrige. Seja com esse ou qualquer outro pó solto – não dá para sair de casa sem o “teste do flash”, principalmente se você for tirar fotos. Não digam que não avisei! 😉

lcrate3

Beijos!

30
março
2015

Quando a gente desbota – como salvar as bases

Postado por Ana em Maquiagem

Eu nunca escondi que fiz esse blog mais para aprender do que pra ensinar. Pois na curva de Gauss de talento com coisas de beleza, olha onde eu me encontrava a vida toda:

gauss

Qualquer amiga que conviveu comigo em época de escola, faculdade, etc, pode confirmar isso! Eu sempre precisava de ajuda hahahaha Mas, claro, fui aprendendo coisa demais simplesmente por ter o blog e agora já acho que estou na média! êe! Sabe aquele clichê de que “quando a gente ensina é que mais aprende?“. Sempre recebo boas dicas das leitoras, e gostei demais de uma dica que a Bruna me deu há umas semanas. Assim, eu desbotei em tempo recorde. Desbotei de tal forma que nunca imaginei ser possível. Coisas que só um inverno de verdade fazem por você, rs. Cheguei negona voltando da praia no Natal e, de repente, em fevereiro, comecei a achar que todas as minhas bases estavam SUPER amarelas.

O truque é misturar um creme de rosto ou protetor solar à base. O importante é que seja branco … Para facilitar, coloco protetor e base juntos no furo do meu pincel da Bare Minerals, aquele com furo no meio, e dou uma misturadinha com um mini pincel até ficar homogêneo. Daí passo no rosto e finalizo com a esponjinha Beauty Blender.

amarela1

Essas são as minhas bases atualmente:

amarelo2

No caso da Maybelline e da MUFE, eu usava essas cores há pelo menos 4 anos. Essa base da MAC ganhei da minha irmã e sempre foi meio escura – agora, então, piorou. A Teint Miracle da Lancôme fiquei chateada, porque comprei no freeshop e joguei uma mão cheia no rosto pra ter certeza da cor – e lá ficou ótima. Chegando aqui ficou escura, e pelo número da cor (35), parece que comprei errado mesmo. O que notei é que esse truque não salva 100% as bases compradas de cor errada, porque a mudança é discreta. Melhora um pouquinho! Mas salvou demais minhas bases que sempre funcionaram mas agora estão “dove barro“.

À medida que a primavera for avançando não vou precisar mais fazer isso. Mas adorei, já estava quase indo comprar bases de cor mais clara (que logo não serviriam mais). O chato é que não dá pra fazer isso com meu corretivo (Studio Finish NW25 da MAC), acho que preciso do NW20 pro inverno. 🙁

Espero que essa dica seja útil para alguém!

Que tal aproveitar a segunda-feira para seguir o blog em algum lugar? ♥

Fanpage no Facebook

Instagram (troquei recentemente): anacris.lc

– Twitter: tinabeatles

Bloglovin’!

Ou assinar a lista de e-mails ali no cantinho inferior direito…

Beijos!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Página 8 de 4345678910111213