11
setembro
2016

Xampu Seco do Lee Stafford Dark, para raizes escuras

Postado por Ana em Cabelo

A primeira vez que testei xampu seco foi em 2012 e postei aqui. Em 2014 experimentei o do Lee Stafford, gostei e postei aqui. Na época vi que tinha a versão para cabelos escuros e planejava experimentar assim que acabasse, mas como acabei experimentando uns da Batiste no meio e uso pouco, só há algumas semanas acabaram-se todos e tive a chance de comprar um novo.

leedark

Comprei então o do Lee na Müller e dessa vez o “DARK” , para cabelo escuro. Então vou dar um pequeno feedback para vocês! Eu não uso xampu seco todo dia. Uso em situações específicas: como quando vou para academia de manhã no final de semana (e obviamente não quero lavar o cabelo antes de ir) ou se tenho que sair meio esbaforida de casa no final de semana antes de lavar os cabelos.

A primeira impressão que tive do xampu seco para raízes escuras foi péssima. Como de costume, acho bom dar umas batidinhas com a mão, até porque até mesmo com ele, em alguns lugares fica, às vezes, estranhamente esbranquiçado. Mas beeeem menos do que com o clássico. O problema é que, no primeiro uso, minha mão ficou marrom e eu estava de blusa branca. Em um piscar de olhos acabei pegando na blusa e fiz a maior bagunça, hahaha. Das outras vezes isso não aconteceu, não ficou mais saindo marrom na mão. Não sei se não chacoalhei direito ou se foi porque foi o primeiro uso mesmo. Então, no fim das contas, gostei bastante porque me poupa do trabalho de ficar espalhando no cabelo minuciosamente.

leedark2

leedark3

E continuo preferindo o do Lee que o da Batiste… 🙂

Pergunta: quando tiver vídeo novo no Youtube vocês querem que eu faça um post aqui só com o link para o vídeo ou melhor deixar como está? De qualquer forma, dêem uma forcinha se inscrevendo no meu canal! Teve vídeo semana passada, vai ter novo amanhã e já tem um pra próxima! Vocês também podem me seguir no instagram @anacris.lc ou no snapchat @anacris.lc.

Beijos!

18
abril
2016

Pazes com o Miracurl

Postado por Ana em Cabelo

Acho que um dos posts mais “polêmicos” do blog foi quando contei a minha primeira experiência com o Miracurl. Para resumir a história, eu estava no salão e fiquei com o “trem” agarrado na cabeça, kkkk! Depois de um tempo até fechei os comentários do post, porque eu já “estava em outra” mas o pessoal continuava chegando do Google, uma peregrinação de consumidores indignados haha! Aquilo foi em 2013! Depois comprei uma escova giratória da Conair que nunca nem postei aqui (detestei, aliás). Daí vi que o preço do Miracurl abaixou e resolvi dar uma nova chance e comprei esse na Amazon. Isso tem mais de 18 meses já!

miracurl1

No início suava de medo de ficar sozinha em casa com o negócio preso. Eu realmente passei por vários sustos depois, de “agarrar” um pouco e eu e ter que puxar meio que quebrando os fios. Preso de verdade igual no salão nunca ficou! Lembro que no início deixava para fazer só em dias especiais, porque eu gastava ao menos meia hora, precisava de dois espelhos, de separador de mechas, fazia a maior confusão! Algumas vezes ficava parecendo um poodle, ficava bizarro. Daí teve uma época que eu não estava com tempo (ou não estava a fim) de cortar os cabelos e as pontas estavam bem detonadas. Me deu idéia de fazer algo só nas pontas para disfarçar. Foi aí que me encontrei! Fui pegando a mão e atualmente faço no meu cabelo em 5 minutos no máximo, sem exagero! Tenho pouco cabelo, mas enfim… eu lavo à noite e seco também. Daí antes de trabalhar eu faço o baby da metade pra baixo! Já mostrei algumas vezes no snap! 😉 Às vezes subo mais também. Fui pegando a prática e não passei mais apertos. Fiquei tão dependente que comprei um 110V pra deixar em BH! Ah, eu SEMPRE uso protetor térmico, é muito importante! Usei o do Lee Stafford até acabar, agora estou esvaziando dois que comprei antes (da CHI e da John Frieda).

miracurl2

Não esquecer:

1) A bolinha tem que estar virada para a cabeça pra não correr o risco de ele prender o cabelo e não soltar mais.

2) A mecha tem que ser bem fina. E quanto mais longo o cabelo e mais perto da raiz você pega, mais difíci e maior a chance de embolar. Quando embola ele faz Pí Pí Pí e você puxa o cabelo de volta.

3) Não sei se é pra todo mundo, mas o efeito como eu gosto é: quando estou fazendo a metade esquerda do cabelo, coloco pra girar pra esquerda. Quando faço a metade direita , coloco para virar pra direita. Ou seja, nunca deixo no automático. Essa “dica” foi o pulo do gato pra mim, e percebi sozinha após passar alguns dias de poodle/capacete/creuza. Quando gira ao contrário fica um cacho super estranho, colando na cabeça, sei lá. Fica uó. Quando me distraio e giro pro lado errado, principalmente as mechas da frente, até molho/seco a mecha e começo de novo, porque senão me dá gastura o dia todo!

E, sendo babyliss, dura bastante no meu cabelo. Eu até prefiro ondulado a cacheado. Já reparei que no dia seguinte às vezes fica mais bonito até. O que, em se tratando de cabelo fino e oleoso como o meu, é raro. Quando isso acontece dá dó de lavar e, dependendo, só coloco um xampu seco na raiz! 🙂

Enfim, com os outros cacheadores da vida eu tinha zero chance de independência igual o miracurl dá, quanto mais com essa velocidade. E olha que já tentei vários.

Beijos

01
abril
2016

Vô/Num vô (edição “máscara de cabelo”)

Postado por Ana em Cabelo

Tive hoje mesmo a idéia de fazer um PEDA (Post everyday in April – nem sei se tem essa variação que mais parece PEIDA, haha). Será um post por dia em abril, pra dar uma ressucitada no meu blogzito mesmo! Como ainda tenho outros 29 posts pra fazer, sugestões são bem-vindas, pois sou uma mulher normal sem glamour, eventinhos e jabás recebidos! Adoraria fazer o original VEDA (Vlog everyday in April) mas só arrumando um clone meu, né? Bom, vou começar dando dica de uma máscara para cabelos que estou amando e outra que achei qüeeen. (Para referência futura, “Qüen” no meu vocabulário é o som de pato e equivale a uma coisa xôxa, marromenos).

NUM VÔ : Deep Nourishing Treatment da Linha “Arganoil from Morocco”, do Lee Stafford

argannumvo

Eu não uso condicionador há muito tempo! Lembram que sou discípula do di Biaggi? 🙂 Uso máscara do meio pra baixo! EU demoro séculos pra esvaziar um pote desses, vide que tenho pouco cabelo. Esvaziei um da Kérastase com tampa laranja após um ano *também qüen, aliás*, e daí quis comprar a máscara do Moroccanoil – que sempre foi minha favorita mas acabou há anos e fui pão-durando ao longo do tempo com genéricos. Como fiquei com preguiça de comprar online (não tenho porteiro, é um saco) ou sair à caça de um por aqui, levei um do meu ídolo Lee Stafford, que seria um análogo, pois também é de óleo de Argan. Afinal, o que poderia dar errado?! Nada, né? Pois não gostei, acreditam? Assim, não é terrível, mas não me lembra em nada o efeito do Moroccanoil original, o cheiro nem é especial, não deixa meu cabelo macio e ainda pesa. Como sempre, cada cabelo é diferente, mas não foi bom pro meu! 🙁

VÔ: Kérastase Soleil

kerastasevo

Em compensação, resolvi aproveitar a baixa do Real e comprei meus produtos da Skinceuticals no site da Skinceuticals Brasil e acabei ganhando uma amostra grátis maravilhosa. Achei que era amostrinha mas era simplesmente a máscara inteira da Kérastase! Pelo nome é pra proteger dos danos do sol, né? Mas estou usando em qualquer situação mesmo e estou impressionada com o efeito, meu cabelo está brilhando e macio e ele estava todo opaco há muito tempo. Surpresa boa!!! Deu super certo pra mim. Vi que tem a linha completa Soleil e estou aqui me coçando pra não comprar mais. E olha que está pra nascer um xampu “de grife” que traz alguma vantagem pra mim … continuo feliz com os da Guhl.

Agora é esperar uns dois anos pra essas duas acabarem e eu experimentar alguma outra… ou não, se o consumismo falar mais alto, he he !!

Beijos e nos vemos por aqui todos os dias de abril!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Página 2 de 1912345678910