22
abril
2012

Minha experiência com o Clarisonic

Postado por Ana em Geral

Comprei e usei, agora vou falar para vocês o que eu achei. Para quem não conhece, o Clarisonic é um aparelhinho para limpeza de pele que usa tecnologia de vibração sônica. Ele fez o maior sucesso em seu lançamento ano passado. O aparelho vibra várias vezes por segundo, igual escova de dente elétrica. Existem vários modelos, mas eu escolhi o mais simples e portátil (Mia), que só tem uma opção de velocidade. Mesmo ele foi bem salgado, paguei 140 euros (comprei na Amazon.de).

Tem que ter? Eu não via um produto assim como algo indispensável, e continuo não vendo. A minha rotina de remover maquiagem, limpar o rosto com sabonete próprio e esponja Calypso e hidratar já me deixava muito satisfeita. Mas sabe aquela coisa de mulher, de gostar de se sentir completamente CUIDADA antes de ir deitar? hahaha Da mesma forma que uso tônico sem acreditar que ele cumpra uma função específica, ah, what the hell, por que não incluir mais um bebê? :laugh: #coraçãodemãe Fiquei um ano titubeando ($$$) e decidi adquirir o Clarisonic para complementar essa rotina.

Em relação à limpeza, com certeza ela fica mais profunda. Isso pode ter ou não implicações na sua pele, depende como você cuidava antes. Como eu já limpava bem, a minha pele já estava razoável e nao vi grandes mudanças.

Um problema que tive é que o Clarisonic deixa minha pele vermelha, mesmo respeitando o tempo uso (um minuto), e sem pressionar muito contra a pele. Nada demais, porque sempre vou dormir depois. O produto é feito também para uso diário, mas, em mim, achei melhor reduzir então o seu uso a no máximo 3x por semana. Digo isso porque minha pele não é sensível nem costuma ficar vermelha com produto algum. Ele veio com um sabonete próprio, mas não gostei, então pretendo usar com algum da Nivea mesmo. Só é importante lembrar que o sabonete usado com o Clarisonic não pode ter esfoliante, senão agride muito a pele.

Em relação aos produtos similares, eu já li muitos sobre eles, desde o Neutrogena Wave (que é bom mas te deixa refém do refil) até um vagabundaaaaço da Sigma que nem sônico é (desculpe, gente, mas eu acho), e acho que o Clarisonic é de longe o melhor sim. Eu tenho uma filosofia – se é pra comprar, compra direito. O Clarisonic é muito bem feito – pra começar, é completamente à prova d´água e voce pode levar ao banho, à pia, sem medo. Segundo, você nao depende de pilhas, ele carrega na tomada. Aliás, achei o carregador de ímã super high tech ! Não sei com as outras pessoas, mas o meu veio com o tipo de tomada que não era nem o modelo brasileiro nem o alemão, tive que comprar um adaptorzinho.

Lembro que quem tem alguma condição dermatológica deve consultar seu dermato antes, porque pode não ser bom para todo mundo!


Beijos!

16
abril
2012

Penteadeira improvisada

Postado por Ana em Alemanha, Geral

Enquanto estou cheia de trique-trique para montar minha penteadeira lá em BH, fui mais rápida aqui em Freiburg e montei uma para mim. Não é uma penteadeira propriamente dita, eu comprei um desk, um criadinho e um banquinho.

O espaço para colocar coisas não é gigante, mas serve perfeitamente pro meu propósito aqui, que é deixar alguns produtos de beleza para trás. As maquiagens, acabo levando de volta quase todas, porque é fácil de carregar pra lá e pra cá.

Comprei na Ikea, que é bem famosa pelos bons preços e qualidade aceitável. O chato é que tem que montar tuuuudo em casa! É basicamente isso – um gavetão, que deve ficar ótimo com divisórias, mas ainda não vejo necessidade para tal. E o criadinho-mudo, que pra mim é o mais importante, pra deixar coisas de cabelo, protetor solar, cremes, entre outras coisinhas.

A melhor coisa dessa penteadeira é a iluminação natural. Claro que tenho que pensar em alguma iluminação melhor para a noite, mas, durante o dia, maquiar com luz natural é insuperável!! Eu não tinha penteadeira desde criança, e nem sabia o quanto é bom sair do banho, colocar uma roupinha, sentar na penteadeira e já levantar completamente pronta! Nossa, é muita economia de tempo, fora a delícia que é…


Beijos da feliz proprietária de uma penteadeira!

04
março
2012

SK-II para uma pele de Cate Blanchett?

Postado por Ana em Geral

Cate Blanchett diz que tem pânico de cirurgias plásticas e afins. E não é segredo para ninguém que ela, aos 43 anos, tem uma das peles mais lindas de Hollywood. Leitoras do blog já estão cansadas de ler eu falando que a genética é soberana, né… :laugh: Maaaas, ela atribui sua pele perfeita aos produtos da linha SK-II.

O quanto disso é verdade ou jabá (ela é garota-propaganda da marca), não sei. Mas pelo menos me deixou curiosa à respeito dessa marca japonesa. Já estou de olho nos produtinhos à venda no Cosme-de. Tem de tudo para a pele: tônico, cremes, clareadores, anti-rugas, dentre outras coisas que só os japoneses sabem para que serve.

Os produtos usam “Pitera“, uma mistura de vitaminas e minerais derivadas da fermentação de uma levedura. Segundo o site da marca, “Pitera, foi descoberto por acaso. Cerca de trinta anos atrás, um cientista percebeu que as mãos dos trabalhadores de uma fábrica de cerveja japonesa saké estava linda e jovem. Esta foi a inspiração por trás de cinco anos de pesquisa por uma equipe de cientistas que rastreadas por mais de 300 tipos de leveduras e refinou as condições precisas para a fermentação, levando à descoberta do ingrediente SK-II da assinatura, Pitera.

E aí, é tudo conto da carochinha ou é verdade? Alguém aí já usou e recomenda?

Beijos!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Página 9 de 17567891011121314