09
outubro
2014

O que achei da mola depiladora de buço

Postado por Ana em Geral

Ou mola arrancadora de bigode, pra quem preferir! 🙂 A marca mais conhecida é a My Spring It, mas eu comprei uma genérica e duvido que tenha diferença para a “original”. Para quem nunca ouviu falar, é simplesmente uma molinha para depilar o buço!

molinha

Até muito antes mesmo de pensar em sair de BH eu já não pagava mais para depilar buço no salão. Acho o preço que cobram muito desproporcional ao trabalho que dá, fora que até eu conseguia fazer isso sozinha. Sempre usei as tiras da Veet (tem no Brasil, tem aqui também) e continuo achando ótimas. Ainda não tenho melasma, mas como tenho uma alta tendência a hiperpigmentar, comecei a ficar com medo do uso de depilação com cera dar manchas. Porque melasma, depois que surge, não tem cura mais (só controle). Eu tentava tirar rotineiramente com pinça, mas a verdade é que às vezes esquecia, ou ainda, para tirar com pinça tem que estar com a iluminação muito boa. Outro dia comprei um espelho de LED que aumenta 10x, e daí vi o horror que estava, e eu achando que o bigode estava sob controle. hahaha

Já tinha lido muito na internet sobre as molinhas XINGLING de retirar buço. Como o preço é muuuuito bom (paguei €2,99), resolvi testar. A “tecnologia” mega simples – uma mola – por isso é barato e sempre que você achar que tá ficando velho pode pedir uma nova sem peso na consciência. Mas pelo menos a minha parece que vai durar muito.

Como usar:

É uma coisa meio intuitiva, eu aprendi a usar antes de ver vídeo ou explicação. Você dobra ela no meio, torce as metades para dentro e vai subindo e descendo e desenrolando e enrolando; quando puxar os pelos é porque você está fazendo certo. Aqui tem um vídeo explicativo.

spring

Dói?

Vejo muita gente discutindo se dói ou não dói. Isso vai depender do tanto de buço que você tem no momento e do seu limiar para a dor. Para resumir: é como se você tirasse com a pinça vários pelos ao mesmo tempo. Então, pra mim, dói sim. A primeira vez foi meio tortura chinesa, porque tinha algum tempo que não fazia. Depilar com cera também dói, mas são 2 puxões de dor (e depois uma leve complementação com pinça). E com a pinça também dói, só que é um pelo de cada vez. É uma questão de perspectiva, hehe. A vantagem da molinha é que dá pra usar um pouco todo dia, não tem que esperar juntar um bigodón, daí você não sofre tanto! Uma dica importante é tirar olhando em um espelho (com luz boa), porque daí você tira só os visíveis mesmo. Nossa pele é toda coberta por pelos muitos finos e que a gente não vê, por isso se você deixar, a molinha vai ficar puxando pelos ad eternum, sem a menor necessidade. Acho bom também porque não irrita a pele depois e não corre o risco de entupir os poros igual a cera (=acne). E, claro, não vai dar manchas.

Tira tudo?

Ela é bem mais generosa do que a cera, tira pelos pequenos e finos. Mas pode sobrar um ou outro em regiões mais curvas (bem perto dos lábios), daí você tira com a pinça.

Onde comprar?

Essas molinhas geralmente vêm do mundo oriental. Acho que os melhores lugares para comprar são Ebay, Amazon, etc. É muito barata e cabe em um envelope, então chama zero atenção na alfândega, mas demora. Comprei uma aqui e demorou uns 2 meses para chegar (veio de Singapura – país que passou a ser escrito com “S” também no português brasileiro após a Reforma Ortográfica de 2009, assim como pelos perderam o circunflexo).

Conclusão

Funciona super bem, não irrita, não vai te dar manchas. Dói o esperado para “arrancação de pelos”. Imediatamente minhas cerinhas da Veet na gaveta perderam sua função; agora eu sou “Team Molinha“!

lcrate5

Só para terminar: “Como eu tenho me sentido ultimamente ao atualizar o blog“:

hahahahaha #drama. Mas sério, a internet mudou muito; em 2009/10 eu tinha 10x menos visitas e 10x mais participação. Estou com saudades de vocês, fico falando sozinha. 🙁 Estou abertas a sugestões, sempre! Ah, descobri que meu formulário de e-mail estava com problema há meses – eu respondia e a resposta não ia. 🙁 Se você escreveu e ficou sem resposta, desculpe, me escreva de novo (via facebook ou comentários).

Beijos melodramáticos

28
agosto
2014

Minhas olheiras desenganadas

Postado por Ana em Geral, Pele

Quem me acompanha há mais tempo já sabe do meu “drama” com as olheiras.

  • Ana contra as olheiras
  • Olheiras Wars: a new hope
  • Luz Intensa Pulsada: na prática
  • Em busca do Alcaçuz
  • Disfarçando a olheira em um segundo
  • panda

    Cada um sabe de seu calcanhar de Aquiles de beauté, e esse é o meu. Pois bem, ano passado cheguei até a ir ao meu dermatologista de confiança só para ver se tinha indicação de preenchimento com ácido hialurônico no meu caso. Mais paliativo mesmo, pra melhorar o aspecto. E não, não tinha indicação, pois minha olheira não é funda, só MUITO pigmentada, tanto de melanina como de hemossiderina. Então tá, continuei usando muito protetor solar, óculos escuros e corretivos.

    Até que este ano minha irmã começou um tratamento de pele com uma dermatologista muito boa em estética que tem feito um verdadeiro milagre pra ela. Ela lutava há anos contra manchas e um melasma imenso adquirido na gravidez. Já tinha gasto muito dinheiro e nada funcionava. Pois fez vários tratamentos nesta dermato (caros, diga-se de passagem) mas a coisa começou a funcionar. Vendo isso, pensei: tenho que ir lá também!

    Fui então na dermatologista e ela basicamente desenganou minhas olheiras. kkkkkk Quer dizer, ela foi honesta e não me indicou nenhum dos milhões de tratamentos caros da clínica dela porque simplesmente não iriam melhorar meu quadro (ou pelo menos não por um tempo razoável). A minha olheira é genética mesmo e só tende a pigmentar mais com a idade. 🙁 Ela me disse: use protetor solar (check!), corretivo de olheira (check!) e então me passou uma receita com vários serums ($$$) e produtos, mais visando um rejuvenecimento da pele mesmo. Mesmo os cremes que prometem clarear manchas (tipo Mela D, Dark Circles da Clinique, etc) ela disse que não iam funcionar nada.

    Mas teve uma notícia boa também: com a análise de um aparelho lá, vi que tenho muito menos rugas do que o esperado para a minha idade. Tenho sim preguinhas abaixo dos olhos, mas já tinha há anos por ser muito alérgica. Nem botox profilático (que eu também já estava a fim de fazer) ela me indicou, acreditam? Disse que dá pra esperar um pouquinho. À minha falta de rugas atribuo também a genética (meu pai tem muitas manchas – em tratamento – mas a pele muito boa em relação a rugas). Por esse lado fiquei feliz!

    rugas

    Em relação às manchas visíveis, meu rosto está ok também, graças aos lasers que fiz nos anos que se passaram. Em relação aos produtos novos que tenho que usar, joguei no carrinho da Amazon.de e entre Skinceuticals aqui e ali, a conta está dando 300 euros (quase MIL dilmas), fora o protetor solar! Portanto, ainda não decidi se vou usar tudo, se vou usar parcialmente, ou se vou continuar com os meus mesmo. Na verdade, concordo que preciso de um produto a mais que tenha vitamina C. Vou usar as amostras que ela me deu, depois faço uma regra de três para ver quanto tempo o produto normal dura, e se vale a pena criar este hábito caro. À medida que estas trocas forem ocorrendo eu divido aqui com vocês, viu?

    Sabe o que foi mais triste? Eu tinha tirado foto do “antes” das olheiras, para depois comparar com o fim do tratamento imaginário. Mas é a vida… continuo igual ao “antes” kkkk

    Eu tenho ouvido falar de novos tratamentos de olheira em clínicas de laser por aí, mas ninguém sabe ainda o efeito a longo prazo. Por isso, destes eu nem vou atrás. Saúde ainda fala mais alto, claro.

    Beijos da agora eterna blogueira olheiruda oficial de vocês!

    09
    dezembro
    2013

    Um serum para salvar minha pele – Advanced Night Repair da Estée Lauder

    Postado por Ana em Geral, Pele

    Lembrem-se: se algo faz parte da rotina de beleza das orientais, dê um jeito de por na sua também, haha! Pra ser sincera faltava um serum nos meus cuidados noturnos, e há muito tempo eu sonhava com o Advanced Night repair da Estée Lauder! Serum é um concentrado para ser aplicado na pele antes do hidratante. Funções: complementar hidratação, dar viço, vida, clarear, suavizar manchas, reparar danos, combater rugas! É um MacGyver no pote!

    estee1

    Este serumAdvanced Night Repair“é tipo o produto mais clássico da Estée Lauder. Igual Guerlain tem météorites, Estée Lauder tem o serum. Então por que eu relutava a comprar? Simples. Medo de criar (mais um) hábito caro. Se ele é tão bom quanto as críticas dizem, pensava, essa chance é alta! O problema não é pagar uma pequena fortuna num potinho. É você gamar nele e ficar dando uma pequena fortuna regularmente pelo resto de sua vida (#drama).

    estee2

    Entrando para o time do serum

    O estopim para eu experimentar o serum foi que minha pele começou a simplesmente entrar em processo de auto-destruição. De muito oleosa pingando óleo (no Brasil) ela passou a ser couro de crocodilo. Estou passando meu gel da Clinique umas 6x por dia, e a minha pele o suga imediatamente. E apesar disso estava queimando, ficando vermelha, começando a descascar … inclusive na testa e bochechas. Quando eu apoiava a mão na bochecha pra pensar na vida, ficava a marca vermelha da minha mão. Papel de pergaminho define, nada era o suficiente. Ao que parece, frio + tempo seco + aquecedor de ar + água quente não são um SPA para minha pele. Pensei em comprar um hidratante em creme (como o Dramatically Different LOTION da própria Clinique) mas fico com medo da minha pele pipocar toda, porque em algum lugar de suas entranhas ela SABE que é oleosa pra cacildis. Estou procurando algum da Nivea para testar então. Mas até lá complementar o cuidado com esse serum me pareceu uma boa opção. E foi mesmo!

    Qualidades:

    É quase inodoro (ALELUIAGRAÇASADEUS), muito leve, absorve na hora. Além disso ele cuida da pele, e a Estée Lauder jura que ele tá agindo na rebimboca da parafuseta do DNA e me deixando vinte anos mais jovem. Risos! For now, é um bom serum… está segurando a destruição da minha pele, e só depois dele ela ganhou viço e parou de descascar. O aplicador é ótimo, não te deixa desperdiçar produto! Mas vou inserir aqui um porém que aprendi da pior forma possível: quando você tira o dosador, o vidrinho tem boca aberta e larga, se ele tombar por algum motivo, byebye produto. O meu caiu aberto na pia e perdi METADE em um segundo. #preju. Acho que foi a tristeza-fútil mais triste de toda a minha vida, uns 100 reais ralo abaixo. SNIF! Se eu não tiver uma retinopatia serosa central depois dessa, não tenho nunca mais.

    estee3

    estee4

    Se eu criei um hábito caro ou não, só o fim do potinho irá dizer. Mas algo me diz que vou abrir minha mente para outras marcas, o da L’oreal talvez? Fato é que algum serum será de vez incorporado à minha rotina. Ana novinha para sempre!!! hehehe

    lcrate5

    EDIT: abri minha mente para a L’Oréal e escrevi sobre o Youth Code aqui!
    Beijo

    Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
    Página 6 de 17234567891011