14
novembro
2010

Inspired, cópias, fakes & cia

Postado por Ana em Moda

Eu comprei uma coisa “inspired” (ou cópia, ainda não sei rsrsrs) semana passada, e vou postar aqui depois para vocês verem (por enquanto, mantenho o suspense). Sou leiga nesta área da moda, e os termos acima ainda se confundem um pouco na minha cabeça, então escrevi este post mais para conhecer a opinião de vocês. Claro, e expressar um pouco a minha! 😀

Falsificados

Falsificados vão além de cópia, pois são os produtos que dizem ser o que não são. Eu pessoalmente tenho uma restrição contra os produtos falsificados, porque muitas vezes o consumidor é enganado. Por exemplo: uma bolsa Chanel que é tão bem copiada que alguém acaba pagando milhares de reais nela, achando que é a original. Falsificar (filmes, CDs, bolsas, roupas, etc) é crime em todos os lugares, mas usar coisa falsificada é crime apenas em alguns. Sei que se na Alemanha te pegarem usando coisa falsificada (não me pergunte como), você no mínimo terá que dar muitas explicações.

Cópias

Aí já é algo mais complicado. É o produto que “parece, mas não é”. Pra começar, está cada vez mais difícil saber quem criou algo primeiro. Lembram do meu post sobre o vestidinho jeans que a Renner copiou? Confesso que fui ingênua na época (volta a blogueira arrependida, com suas orelhas tão fartas…) , e já não acho que eles fizeram algo errado. Eles copiaram o modelo às vezes sem nem saber de onde, não fingiram que o vestido era algo que não era. Ele simplesmente estava lá, disponível a um bom preço para quem quisesse comprar. Passeando pelos shoppings de Brasília semana passada, chamou minha atenção a quantidade de bolsas simplesmente idênticas à Chanel 2.55 (a original, que leva o retângulo de metal em vez dos “C”s) , os pumps idênticos ao Louboutin. Tudo bem, vai, eles não estão enganando ninguém. A etiquetinha tem apenas o nome da loja X. Acho que, de tudo, o importante é o consumidor não ser enganado.

Inspired

Sobre os produtos “inspired”, desconheço totalmente a parte legal (fiquem a vontade para comentar). Não sei se pagam espécie de royalties às marcas, mas até acho que deviam, pois estão usando a marca/linha no nome, exemplo: Birkin-inspired, Chanel-inspired. Eu ainda acho que “inspired”, quando é igualzinho, é eufemismo para “cópia”. Às vezes é só inspirado mesmo, usa um material diferente, o que já acho mais interessante. Teve o caso da loja das herdeiras da Daslu, a 284, que produziu umas bolsas “inspired”, como a polêmica Birkin de moleton. Foram muito criticadas, mas em defesa da loja, elas não estão vendendo gato por lebre. Todo mundo sabe exatamente que não está comprando uma bolsa da Hermés, e quem quiser pagar 300 reais na Birkin de moletom, e ficar feliz, tá ótimo pra todo mundo, não é?

O que vocês acham desse assunto? Teriam uma falsificada, uma cópia, uma inspired? Quando chegar, mostro aqui o que comprei, hehe !!!

Beijos

11
novembro
2010

L&C Awards: CMA Awards 2010

Postado por Ana em L&C Awards

O CMA Awards é uma premiação de música country que aconteceu ontem. Não me identifiquei muito com o visual do povo não, viu? Mas ainda assim nós da comissão julgadora L&C, com grande conhecimento da área de moda, estilo, it-girlzice e tudo mais (NOT), optamos por dar nosso aclamado troféu para….

Nicole Kidman, que estava acompanhando o marido Keith Urban. Ela estava usando um vestido Dolce & Gabbana e sapatos L’Wren Scott.

O look é polêmico, afinal, é renda branca, e de mangas! Como vocês sabem, renda está na moda, e achei esse vestido interessante, diferente dos rendados que tenho visto por aí. E gente: renda branca não é pra qualquer um. Eu ia ficar uma “elefanta” nesse vestido aí. 😀 Também adorei o sapatinho vermelho constrastando!

A maquiagem ficou bem simples… Eu só acho que ela devia pegar mais leve no Botox… mas imagino que a pressão pela juventude eterna por aquelas bandas hollywoodianas não deve ser fácil.

Vejam a galeria da People aqui ! O que vocês acharam do vestido da Nicole? Vocês preferiram o look de outra? Beijos

P.S: as fotos desta categoria são do Just Jared, até dito ao contrário.

08
novembro
2010

Brasília, Je t’aime

Postado por Ana em Viagens da Ana

Olá pessoal ! Estou de volta (estava com saudades de postar), e já aviso que os meus posts não serão mais sempre fiéis ao título do blog, ok? Eu sou muito de fases 🙂 e às vezes tenho vontade de escrever sobre outras besteiras. Vou deixando o blog, aos pouquinhos, mais “a minha cara”. Bom, estou aqui passando uns dias em Brasília. Brasília é uma cidade naquele estilo “ame ou odeie”. Pois eu amo, e Brasília entrou de repente em minha vida em 2005.

Confesso que a primeira vez que visitei achei muito estranho, pois não via pedestres na rua. Depois percebi que isso aconteceu porque fiquei na parte hoteleira que, em minha humilde opinião, não reflete em nada o modo de vida dos brasilienses. Vou tentar explicar por que adoro tanto a capital do nosso país: Clique AQUI para continuar lendo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Página 3 de 41234